Translate this Page

Rating: 2.4/5 (49 votos)




ONLINE
1




Partilhe este Site...



 

 

 

  contadores de visitas 

 

Flag Counter


Doutrina do batismo do Espirito Santo (3)
Doutrina do batismo do Espirito Santo (3)

                                                   O batismo no Espirito Santo           

                   O CRENTE DEVE BUSCAR O BATISMO COM O ESPÍRITO SANTO?     

                                                   Artigo Mauricio Berwald

O crente deve buscar o batismo com o Espírito Santo, e é bíblico fazê-lo. Ainda que alguns crentes tenham recebido o batismo com o Espírito Santo num momento em que não buscavam de joelhos, é certo que ninguém jamais teve esta experiência sem que de fato a desejasse; e a busca é a mais ge­nuína demonstração do desejo.

Um dos ensinos preferidos pelos antipentecostais, é que o crente não deve buscar o batismo com _o Espírito Santo, pois, segundo eles, o crente que assim faz está sujeito a receber um espírito de de­mônio em lugar do Espírito Santo. Este ensino é não só absurdo como também é uma blasfêmia. O que Jesus ensinou a respeito disto foi o seguinte:"E eu vos digo a vós: Pedi, e dar-se-vos-á; bus­cai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á; porque o que pede recebe; e quem busca acha; e a quem bate abrir-se-lhe-á. E qual é o pai dentre vós que, se o fi­lho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou tam­bém, se lhe pedir um ovo, lhe dará um escorpião! pois se vós, sendo maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quando mais dará o Pai celestial o Espírito Santo àqueles que lho pedirem?" Lc 11.9-13.

O crente não batizado como o Espírito Santo deve pedir a Jesus, o doador do Espírito Santo, que o batize, e também (é bíblico) os crentes já batiza­dos devem orar em favor dos que ainda não foram batizados, para que sejam cheios do Espírito. Pedro e João oraram para que os crentes samaritanos fos­sem batizados com o Espírito Santo (At 8.17); o mesmo fez Ananias com Saulo: At 9.17. Paulo im­pôs as mãos sobre os doze discípulos em Éfeso, e, enquanto orava, o Espírito Santo veio sobre eles de sorte que tanto falavam em línguas como profetiza­vam.Quando o crente ora buscando o batismo com o Espírito Santo, não está com isto pressionando Deus a quebrar uma norma que o seu conselho preestabeleceu para outorgar o Santo Espírito ao peticionante. Segundo a Bíblia, ' o derramamento do Espírito Santo sobre cada crente, individual­mente, é o cumprimento integral de uma promessa fiel feita pelo Pai, através dos seus profetas, e de Je­sus Cristo (At 1.4), e o que Deus diz é: "... eu velo sobre a minha palavra para a cumprir", Jr 1.12.O Dr. Torrey, o mais autorizado biógrafo do fa­moso evangelista D.L.Moody (pois foi seu compa­nheiro de ministério por muitos anos), escreve sobre o evangelista:"A razão que explica porque Deus usou D.L.Moody se acha no fato de que ele era definiti­vamente dotado do poder divino - tinha recebido o batismo com o Espírito Santo."Moody não duvidava de que recebera o batis­mo com o Espírito Santo.

 Quando ele era moço es­forçava-se muito e tinha um desejo tremendo de conseguir alguma coisa, porém faltava-lhe poder. Estava trabalhando na força da carne.

(notas F.Raimundo Oliveira, doutrina do Espirito Santo,1980,cpad) 

Nesse tem­po havia duas humildes senhoras metodistas que costumavam assistir às reuniões por ele dirigidas na Associação Cristã de Moços. Elas, no fim do cul­to, muitas vezes se despediam de Moody dizendo: 'Estamos orando a seu favor'. Afinal ele ficou um tanto sentido com isto e uma noite perguntou-lhes: 'Por que estão orando por mim? Por que não oram em favor dos perdidos? ' Responderam: 'Estamos pedindo que Deus lhe conceda poder'. Ele não com­preendeu esta declaração, mas começou a meditar e depois procurou as senhoras, pedindo esclareci­mento sobre a questão. Elas lhe falaram, então, a respeito do batismo com o Espírito Santo. Em se­guida, Moody pediu licença para orar juntamente com elas. Uma das mulheres me contou que ele orou com intensíssimo fervor naquela ocasião. Orou não somente com elas, mas também orou sozinho._"Pouco tempo depois, quando Moody estava na cidade de Nova Iorque, a caminho da Inglaterra, andando um dia pela rua, no meio do tumulto e da confusão da grande cidade, recebeu a resposta à sua oração: o poder de Deus desceu sobre ele. Moo­dy foi às pressas para a casa de um amigo e pediu permissão para retirar-se para um quarto onde pu­desse estar a sós por algum tempo.

 Ali passou umas horas em comunhão com Deus, enquanto o Espírito derramou sobre ele um tão imenso gozo, que trans­bordava. Saiu daquele lugar definitivamente cheio do Espírito Santo."Muitas vezes, recebendo eu um convite para ir pregar numa igreja qualquer, Moody me fazia este pedido: 'Torrey, você deve pregar sobre o Batismo com o Espírito Santo, sem falta'. Numa ocasião eu lhe perguntei: 'Sr. Moody, pensa que eu tenho só estes dois sermões: 'Dez razões porque creio que a Bíblia é a Palavra de Deus' e 'O Batismo com o Espírito Santo? ' 'Não importa isso, replicou, mas deve pregar sobre esses dois assuntos"'.

Observe que Moody não só desejou o batismo com o Espírito Santo, mas também o buscou e o re­cebeu, por isso o Dr. Scofield, na realização da ceri­mônia fúnebre do famoso evangelista, disse: "Moody foi batizado com o Espírito Santo e sabia disso".Muitos crentes prostram-se de joelhos diante de Deus na busca do batismo com o Espírito Santo, mas logo desfalecem. A razão disso normalmente está no seguinte: quando se propõem a orar sobre o assunto, ficam mais preocupados com suas pró­prias dúvidas, buscando perdão de pecados já per­doados, ou tratando de assuntos que deveriam estar ausentes da sua mente naquele momento sole­ne, do que com o buscar a bênção prometida.

Para o devido sucesso na busca a que se pro­põe o crente deve evitar perder-se em divagações e atalhos sempre estranhos ao verdadeiro desejo e à busca de tão elevado dom.Leitor, busque o batismo com o Espírito Santo com o mesmo desejo do qual é possuído o náufrago quando busca terra seca onde sobreviver, e o Deus que não dá o seu Espírito por medida (Jo 3.34), lhe atenderá graciosamente.

(notas ibid) 

                                 

                                                INICIO DO COMENTARIO ATOS 2

 

      VERSO 1"E cumprindo o dia de pentecostes"-Em levitico  23 ,Deus estabelceu sete festas sagaradas para israel observar ,as quais prefiguravam da antemão todo o ceu da história da igreja.Essa feitas sagradas falam também do caraterizar igreja,festa presupõe alegria.lembremos que jesus sempre foi um homem alegre apesar de viver a sombra da cruz.Das sete festas da israel ;a quarta  era a de pentecostes (lv 23.-15-16),também chamada de festa das semanas (dt 16.10)e festa da colheita (ex23.16).A festa da pentecostes ocorria no terceiro més (sivã)e durante um dia ..DIA SEIS DE SIVÃ QUE CORRESPONDE MAIS OU MENOS AO MES DE JULHO.Afesta de pentecostes era seguida de tres outras festas :trombetas,expiação e tabernaculo.Pentecostes era festa central das sete que o SENHOR determinou para  israel observar em levitico 23.São 3+1+3.Essa centralidade fala da importancia do batismo no espirito santo para a igreja e do equilibrio espiritual  que dele resulta. 

 

    V.1"... cumpriu-se o dia de Pentecostes...". 

O termo pentecostes procede originalmente da festa judaica chanada de "festas das semanas ou hag shabuot,como descreve o antigo testamento (Lv 23.15-25 Dt 16.9-12).Essa festa era comemorada sete semanas depois da pascoa.Literalmente ,o termo significa "festa dos periodos de sete",em razão  de a festa ser comemorada a partir do dia seguinte ao setimo sabado,após o dia das primicias (Lv 23.15-16.)Outra experssão da qual se deriva o vocabulario'pentecostes' é "hamishim" yon,"que significa "festa do 50 dias"(Lv 23.16"),termo traduzido pela versão grega do antigo testamento por "pentekonta hemeras ,ou "quinquajésimo dia".A solene festa de pentecostes é chamada no antigo testamento de "festa das semans" "festa das primicias da sega do trigo""festa da colheita' e o dia das "primicias"-ocasião em que apresentam os primeiros frutos dos campos previamente plantados ex 23.16,34.22 nm 28.26,31 dt 16.9-12).

Quanto ao passado ,a festa de pentecostes era uma santa celebração em que o adorador oferecia ao Senhor uma oferta voluntaria proporcional as bençãos recebidas do Senhor (dt 16.100.Mas no contexto profético é uma referencia á efusão do Espirito Santo sobre toda carne(jl 2.28,at 2.1-3).O dia de pentecostes era celebrado por todos os judeus ,tanto os que habitavam a Palestina quanto aqueles que estavam dispersos por todas as partes do mundo de então.

  Alguns destes judeus e prosélitos não costumavam frequentar a festa da pascoa em Jerusalem ,pelo fato de o clima não ser favoravel para longas peregrinações .No entanto quando as condições climaticas estavam favoraveis ,ocasião ,que coincidia com a festa de pentecostes ,todos convergiam a Jerusalem capital religiosa do judaismo.Com base fundamentada em atos 2.7-13 menciona pessoas de varias nações no dia de Pentecostes,judeus vindo de varias nações pelo clima lhes ser favoravel.A distancia entre Jerusalem e as regiões das quais os devotos procediam ,de monstram a importancia da festividades sagrada para eles .A festa foi uma estratégia para manifestação o poder de DEUS a todas aquelas localizações .O dia de pentecostes simboliza ,para a igreja ,o inicio da colheita de almas para Deus neste mundo.

  No seculo 1° da era cristã ,as comunidades Judaicas localizavam-se principalmente na parte oriental do império romano ,onde o grego era um idioma comum ,mas havia comunidades de oeste e leste ,desde a italia até babilonia.Alem dos povoc aqui mencionados ,os presentes no dia de pentecostes at 2.9-110,incluíam visitantes da mesospotania e de regiões mais distantes do oriente da Partia ,Médio e Leilão (atual Irã)..Aqueles que se tornaram cristãos em pentecostes incluindo judeus de varias nações foram os primeiros frutos de uma vasta colheita de almas. 

(notas biblia . de estudo pentecostal cpad 2015) 

fonte www.mauricioberwaldoficial.blogspot.com 

Postado por mauricio berwald