Translate this Page
  • Currently 2.56/5

Rating: 2.6/5 (264 votos)




ONLINE
1




Partilhe esta Página



 <!-- Go to www.addthis.com/dashboard to customize your tools -->
<script type="text/javascript" src="//s7.addthis.com/js/300/addthis_widget.js#pubid=ra-57f3fb36829d1888"></script>

 

 

  contadores de visitas 

 

Flag Counter


Todos foram cheios do Espirito Santo subsidio
Todos foram cheios do Espirito Santo subsidio

MAURICIO BERWALD PROFESSOR  SUBSIDIO PARA AS AULAS DOS PROFESSORES LIÇÃO JOVENS

INTRODUÇÃO DE LIVRO DE ATOS DOS APOSTOLOS

E TODOS FORAM CHEIOS DO ESPIRITO SANTO

Comentário completo de Matthew Henry

 

Introdução

Entre a promessa do Messias (mesmo a mais recente dessas promessas) e sua vinda muitas eras interveio, mas entre a promessa do Espírito e sua vinda havia apenas alguns dias e durante aqueles dias os apóstolos, embora tivessem recebido ordens para pregar o evangelho para todas as criaturas, e para começar em Jerusalém, ainda estava perfeitamente preso ao vento, incógnito - e não se oferecendo para pregar. Mas neste capítulo o vento norte e o vento sul acordam, e então eles acordam, e nós os temos no púlpito atualmente. Aqui está, I. A descida do Espírito sobre os apóstolos, e aqueles que estavam com eles, no dia de Pentecostes, Atos 2: 1-4 Atos 2: 1-4Atos 2: 5-13 Atos 2: 14-21 Atos 2: 22-32 Atos 2: 33-36 Atos 2: 37-41 Atos 2: 42-47 . II. As várias especulações que isso ocasionou entre as pessoas que estavam agora reunidas em Jerusalém de todas as partes, Atos 2: 5-13. III O sermão que Pedro pregou a eles em seguida, onde ele mostra que este derramamento do Espírito foi a realização de uma promessa do Antigo Testamento ( Atos 2: 14-21 ), que era uma confirmação de que Cristo era o Messias, que foi já provado por sua ressurreição ( Atos 2: 22-32 ), e isso é um fruto e evidência de sua ascensão ao céu, Atos 2: 33-36 . IV. O bom efeito desse sermão na conversão de muitos à fé em Cristo e sua adição à igreja, Atos 2: 37-41 . V. A eminente piedade e caridade daqueles cristãos primitivos, e os sinais manifestos da presença de Deus com eles, e poder neles, Atos 2: 42-47 .

 

Versos 1-4

O dia do Pentecostes

1 E quando o dia de Pentecostes chegou plenamente, todos eles estavam unidos em um só lugar. 2 E de repente veio um som do céu como de um vento impetuoso, e encheu toda a casa onde estavam sentados. 3 E apareceram-lhes línguas repartidas como que de fogo, e sentou-se sobre cada um deles. 4E todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar em outras línguas, conforme o Espírito lhes concedia que falassem.

 

Temos aqui um relato da descida do Espírito Santo sobre os discípulos de Cristo. Observar,

 

  1. Quando, e onde, isto foi feito, o que é particularmente notado, para a maior certeza da coisa.

 

  1. Foi quando o dia de pentecostes foi totalmente chegado, em que parece haver uma referência à maneira da expressão na instituição desta festa, onde é dito ( Levítico 23:15Levítico 23:15 ), Você contará para você sete sábados completos, desde o dia da oferta dos primeiros frutos, que foi no dia seguinte, mas um após a Páscoa, o décimo sexto dia do mês de Abibe, que era o dia em que Cristo ressuscitou. Este dia foi totalmente vindo,isto é, a noite anterior, com uma parte do dia, foi totalmente passada. (1) O Espírito Santo desceu na época de uma festa solene, porque havia então um grande concurso de pessoas para Jerusalém de todas as partes do país, e os prosélitos de outros países, o que tornaria isso mais público, e a fama disso se espalharia cada vez mais cedo, o que contribuiria muito para a propagação do evangelho em todas as nações. Assim, agora, como antes na páscoa, as festas judaicas serviam para tocar a campainha de serviços e entretenimentos do evangelho. (2.) Esta festa de pentecostes foi mantida em memória da entrega da lei sobre o monte Sinai, de onde deveria ser datada a incorporação da igreja judaica, que o Dr. Lightfoot calcula ser apenas um mil quatrocentos e quarenta e sete anos antes disso. Fitly, portanto, é o Espírito Santo dado naquela festa, em fogo e em línguas, para a promulgação da lei evangélica, não para uma nação, mas para toda criatura. (3.) Esta festa do Pentecostes aconteceu noprimeiro dia da semana, que foi uma honra adicional colocada naquele dia, e uma confirmação disso para ser o sábado cristão, o dia que o Senhor fez, para ser um memorial permanente em sua igreja daquelas duas grandes bênçãos - a ressurreição de Cristo e o derramamento do Espírito, tanto naquele dia da semana. Isto serve não apenas para nos justificar em observar aquele dia sob o estilo e título do dia do Senhor,mas para nos orientar em santificá-lo, para louvar a Deus particularmente por essas duas grandes bênçãos em cada dia do Senhor no ano, creio que deve haver uma notificação completa e particular em nossas orações e louvores a esses dois, como há por algumas igrejas do uma vez por ano, no dia da Páscoa, e do outro uma vez por ano, no domingo de Pentecostes. Oh! que podemos fazê-lo com afeições adequadas!

 

  1. Foi quando todos estavam com um acordo em um só lugar. Em que lugar nos falaram particularmente, seja no templo, onde compareceram na época pública ( Lucas 24:53 Lc 24:53 ), seja no próprio cenáculo, onde se encontraram em outros momentos. Mas foi em Jerusalém, porque este tinha sido o lugar que Deus escolheu, para colocar ali o seu nome, e a profecia era que dali a palavra do Senhor deveria ir a todas as nações, Isaías 2: 3 Isaías 2: 3. Era agora o lugar do encontro geral de todas as pessoas devotas: aqui Deus havia prometido encontrá-los e abençoá-los aqui, portanto ele os encontra com essa bênção de bênçãos. Embora Jerusalém tivesse feito a maior desonra imaginável para Cristo, ele ainda fez essa honra a Jerusalém, para ensinar seu remanescente em todos os lugares que ele tinha em Jerusalém. Aqui os discípulos estavam em um lugar, e eles ainda não eram tantos, mas aquele lugar, e nenhum grande, os manteria todos. E aqui estavam eles com um acordo. Não podemos esquecer quantas vezes, enquanto o seu Mestre estava com eles, havia disputas entre eles, quem deveria ser o maiorAtos 1:14mas agora todas essas lutas acabaram, não ouvimos mais deles. O que eles já haviam recebido do Espírito Santo, quando Cristo soprou sobre eles, em uma boa parte corrigiu os erros sobre os quais aquelas disputas foram fundamentadas, e as dispôs ao amor santo. Eles oraram mais tarde do que o habitual ( Atos 1:14 ), e isso os fez amar um ao outro melhor. Por sua graça, ele assim os preparou para o dom do Espírito Santo, pois a pomba abençoada não vem onde há barulho e clamor, mas move-se sobre a face das águas paradas, não as escarpadas. Teríamos o Espírito derramado sobre nós do alto?Sejamos unânimes e, apesar da variedade de sentimentos e interesses, como não há dúvida de que havia entre esses discípulos, vamos concordar em amar uns aos outros, pois onde os irmãos moram juntos em unidade, é aí que o Senhor ordena a sua bênção.

 

  1. Como e de que maneira o Espírito Santo veio sobre eles. Muitas vezes lemos no antigo Testamento da descida de Deus em uma nuvem como quando ele tomou posse primeiro do tabernáculo, e depois do templo, que sugere as trevas daquela dispensação. E Cristo subiu ao céu em uma nuvem, para dizer o quanto somos mantidos no escuro no que diz respeito ao mundo superior. Mas o Espírito Santo não desceu em uma nuvem, pois ele deveria dissipar e espalhar as nuvens que espalharam a mente dos homens e trazer luz ao mundo.

 

  1. Aqui está uma convocação audível dada a eles para despertarem suas expectativas de algo grandioso, Atos 2: 2 Atos 2: 2 . É aqui dito, (1.) Que veio de repente, não subiu gradualmente, como os ventos comuns fazem, mas estava no auge imediatamente. Chegou mais cedo do que esperavam e surpreendeu até aqueles que agora estavam juntos esperando, e provavelmente empregados em alguns exercícios religiosos. (2) Foi um som do céu, como um estrondo de trovão, Apocalipse 6: 1 . Dizem que Deus tira os ventos de seus tesouros ( Salmos 135: 7 ) e os reúne em suas mãos, Provérbios 30: 4 . Dele veio este som, como a voz do que clama,Apocalipse 6: 1 Salmo 135: 7 Provérbios 30: 4 João 3: 3 Ezequiel 37: 9 1 Reis 19:11 , 12 Naum 1: 3 Jonas 1: 4 Preparai o caminho do Senhor. (3) Era o som de um vento, pois o caminho do Espírito é como o do vento ( João 3: 3 ), tu ouves a sua voz, mas não podes dizer de onde vem nem para onde vai. Quando o Espírito da vida é entrar nos ossos secos, o profeta é instruído a profetizar ao vento: Vem dos quatro ventos, ó alento, Ezequiel 37: 9 . E embora não fosse o vento que o Senhor veio a Elias, isso o preparou para receber a descoberta de si mesmo na voz mansa e delicada, 1 Reis 19: 11,12 . O caminho de Deus está no redemoinho e na tempestade ( Naum 1: 3), e do redemoinho ele falou com Jó. (4) Era um vento impetuoso que era forte e violento, e vinha não apenas com um grande ruído, mas com grande força, como se fosse suportar tudo antes dele. Isso significaria as poderosas influências e operações do Espírito de Deus sobre as mentes dos homens e, portanto, sobre o mundo, para que fossem poderosas através de Deus, para o abatimento da imaginação. (5) Encheu não só o quarto, mas toda a casa onde estavam sentados. Provavelmente alarmava toda a cidade, mas, para mostrar que era sobrenatural, atualmente fixa naquela casa em particular: como alguns pensam que o vento que foi enviado para prender Jonas afetou apenas o navio em que ele estava ( Jonas 1: 4), e como a estrela dos sábios estava sobre a casa onde a criança estava. Isso direcionaria as pessoas que o observassem a irem investigar o significado daquilo. Esse vento enchendo a casa impressionaria os discípulos e ajudaria a colocá-los em um quadro muito sério, reverente e composto, para o recebimento do Espírito Santo. Assim, as convicções do Espírito abrem caminho para seus confortos e as explosões ásperas desse vento abençoado preparam a alma para seus ventos suaves e suaves.

 

  1. Aqui está um sinal visível do presente que eles receberam. Eles viram línguas repartidas, como que de fogo ( Atos 2: 3Atos 2: 3 ), e ele sentou-se - ekathise , não se sentou, essas línguas repartidas, mas ele, que é o Espírito (representado assim), repousou sobre cada um deles, como Dizem que ele repousa sobre os profetas antigos. Ou, como descreveu o Dr. Hammond: "Havia uma aparência de algo como iluminação flamejante de fogo em cada um deles, que se dividia em pedaços, e assim formava a semelhança de línguas, com a parte deles que era a seguir dividida ou cloven. " A chama de uma vela é um pouco como uma língua e há um meteoro que os naturalistas chamam de ignis lambens - uma chama suave,não era um fogo devorador como esse. Observar,

 

(1) Havia um sinal exterior sensato, para a confirmação da fé dos próprios discípulos e para o convencimento dos outros. Assim, os profetas antigos freqüentemente tinham sua primeira missão confirmada por sinais, para que todo Israel pudesse conhecê-los como profetas estabelecidos.

 

(2) O sinal dado foi o fogo, que a declaração de João Batista a respeito de Cristo poderia ser cumprida, Ele lhe batizará com o Espírito Santo e com fogo com o Espírito Santo, como com fogo. Eles estavam agora, na festa de pentecostes, celebrando o memorial da entrega da lei sobre o monte Sinai e como foi dado no fogo, e portanto é chamado de lei de fogo, assim é o evangelho. A missão de Ezequiel foi confirmada por uma visão de brasas de fogo ( Atos 1:13 Atos 1:13 ) e por um carvão de fogo tocando seus lábios, Atos 6: 7Atos 6: 7 Lucas 12:49. O Espírito, como o fogo, derrete o coração, separa e queima as impurezas, e acende afeições piedosas e devotas na alma, nas quais, como no fogo sobre o altar, os sacrifícios espirituais são oferecidos. Este é o fogo que Cristo veio para enviar sobre a terra. Lucas 12:49 .

 

(3) Este fogo apareceu em línguas rachadas. As operações do Espírito foram muitas: falar com diversas línguas foi uma, e foi apontado como a primeira indicação do dom do Espírito Santo, e para que este sinal tivesse uma referência. [1.] Eles eram línguas porque do Espírito nós temos a palavra de Deus, e por ele Cristo falaria ao mundo, e ele dava o Espírito aos discípulos, não apenas para dotá-los de conhecimento, mas para satisfazê-los com um poder para publicar e proclamar ao mundo o que eles sabiam para a dispensação do Espírito é dado a todo homem para se beneficiar disso. [2] Estas línguas foram fendidas, para significar que Deus iria por este meio dividir entre todas as nações o conhecimento de sua graça, como se diz ter dividido a elas pela sua providência a luz dos corpos celestes, Deuteronômio 4:19Deuteronômio 4:19 . As línguas estavam divididas, e ainda assim continuavam todas concordantes, pois pode haver uma unidade sincera de afeição onde ainda existe uma diversidade de expressão. O Dr. Lightfoot observa que a divisão de línguas em Babel foi a expulsão dos pagãos para quando eles perderam a língua na qual Deus foi falado e pregou, eles perderam completamente o conhecimento de Deus e da religião, e caíram na idolatria. Mas agora, depois de mais de dois mil anos, Deus, por outra divisão de línguas, restaura o conhecimento de si mesmo para as nações.

 

(4) Esse fogo permaneceu sobre eles por algum tempo, para denotar a constante residência do Espírito Santo com eles. Os dons proféticos da antiguidade eram conferidos com parcimônia e, em alguns casos, mas os discípulos de Cristo tinham sempre os dons do Espírito, embora o sinal, suponhamos, logo desaparecesse. Se essas chamas de fogo passaram de uma para outra, ou se havia tantas chamas quanto pessoas, não é certo. Mas eles devem ser fortes e brilhantes chamas que seriam visíveis à luz do dia, como era agora, pois o dia estava completamente pronto.

 

III Qual foi o efeito imediato disso? 1. Eles foram todos cheios do Espírito Santo,mais abundante e poderosamente do que eram antes. Eles estavam cheios das graças do Espírito, e estavam mais do que nunca sob suas influências santificadoras - eram agora santos, celestiais e espirituais, mais desmamados deste mundo e mais familiarizados com o outro. Estavam mais cheios do conforto do Espírito, regozijando-se mais do que nunca no amor de Cristo e na esperança do céu, e nisso todas as suas aflições e medos foram engolidos. Eles também foram, para a prova disso, cheios dos dons do Espírito Santo, que são especialmente significados aqui, eles foram dotados de poderes miraculosos para o progresso do evangelho. Parece-me evidente que não só os doze apóstolos, mas todos os cento e vinte discípulos estavam cheios do Espírito Santo. da mesma forma - todos os setenta discípulos, que eram homens apostólicos, e empregados na mesma obra, e todos os demais que pregavam o evangelho por isso é dito expressamente ( Efésios 4: 8,11 ), quando Cristo subiu ao alto (que se refere a isto, Atos 2:33 ), ele deu dons aos homens, não apenas alguns apóstolos (tais eram os doze), mas alguns profetas e alguns evangelistas (tais eram muitos dos setenta discípulos, pregadores itinerantes) e alguns pastores e mestres se estabeleceram em igrejas particulares, como podemos supor que algumas dessas foram depois. O todo aqui deve se referir ao todoEfésios 4: 8 , 11 Atos 2:33 Atos 2: 1 Atos 1:14 , 15 Gênesis 11: 7 Isaías 32: 4 João 14:12que estavam juntos, Atos 2: 1 ; Atos 1: 14,15 . 2. Eles começaram a falar em outras línguas, além de sua língua nativa, embora nunca tivessem aprendido nenhuma outra. Eles não falavam de conversas comuns, mas a palavra de Deus, e os louvores de seu nome, como o Espírito lhes dava expressão vocal, ou davam-lhes a palavra apophthenghai - apophthegms,ditos substanciais e pesados, dignos de serem lembrados. É provável que não só tenha sido permitido falar uma língua e outra (como foi com as várias famílias que foram dispersas de Babel), mas que cada um fosse capaz de falar diversas línguas, como deveria ocasião de usá-los. E podemos supor que eles entendiam não apenas a si mesmos, mas também uns aos outros, o que os construtores de Babel não tinham, Gênesis 11: 7 . Eles não falavam aqui e ali uma palavra de outra língua, nem balbuciavam algumas sentenças quebradas, mas falavam com a mesma facilidade, boa e elegância, como se fosse sua língua materna, pois o que quer que fosse produzido por milagre era o melhor de todos. o tipo. Eles não falavam de qualquer pensamento ou meditação anterior, masquando o Espírito lhes deu expressão , forneceu-lhes o assunto e a linguagem. Agora, isto foi, (1) Um grande milagre foi um milagre na mente (e assim teve a maior parte da natureza de um milagre do evangelho), pois na mente as palavras são enquadradas. Eles não apenas aprenderam essas línguas, mas nunca aprenderam nenhuma língua estrangeira, o que poderia ter facilitado isso, pois, do contrário, eles nunca ouviram falar essas línguas, nem tiveram nenhuma idéia deles. Eles não eram acadêmicos nem viajantes, nem tiveram oportunidade de aprender línguas, seja por livros ou conversas. Pedro, de fato, estava à frente o suficiente para falar em sua própria língua, mas o resto deles não eram porta-vozes, nem eram rapidamente apreensivos, mas agora não apenaso coração da erupção entende o conhecimento, mas a língua dos gagos está pronta para falar com eloquência, Isaías 32: 4 . Quando Moisés se queixou, sou vagaroso, disse Deus: Estarei com a tua boca, e Arão será o teu porta-voz.Mas ele fez mais por esses mensageiros dele: aquele que fez a boca do homem nova-feita deles. (2.) Um milagre muito apropriado, necessário e útil. A língua que os discípulos falavam era siríaco, um dialeto do hebraico, de modo que era necessário que eles fossem dotados do dom, para o entendimento tanto do original hebraico do Antigo Testamento, no qual foi escrito, quanto do original. Grego do Novo Testamento, em que deveria ser escrito. Mas isso não foi tudo o que eles foram comissionados para pregar o evangelho a toda criatura, para discipular todas as nações.Mas aqui está uma dificuldade insuperável no limiar. Como eles devem dominar as várias línguas, de modo a falar inteligivelmente a todas as nações? Será o trabalho da vida de um homem aprender suas línguas. E, portanto, para provar que Cristo poderia dar autoridade para pregar às nações, ele dá a capacidade de pregar para eles em sua própria língua. E deve parecer que este foi o cumprimento daquela promessa que Cristo fez aos seus discípulos ( João 14:12 ), obras maiores do que estas você fará. Pois isto pode bem ser considerado, considerando todas as coisas, uma obra maior do que as curas milagrosas que Cristo fez. O próprio Cristo não falou em outras línguas, nem capacitou seus discípulos a fazê-lo enquanto estava com eles; mas foi o primeiro efeito doderramando do Espírito sobre eles. E o arcebispo Tillotson acha provável que, se a conversão de infiéis ao cristianismo fosse agora tentada com sinceridade e vigor, por homens de mente honesta, Deus aprovaria extraordinariamente tal tentativa com toda a assistência apropriada, como fez a primeira publicação do evangelho.

 

Versos 5-13

O dia do Pentecostes

5 E havia em Jerusalém judeus, homens devotos, de todas as nações do céu. 6 Ora, quando isto foi noticiado no exterior, a multidão reuniu-se e confundiu-se, porque todo homem os ouvia falar em sua própria língua. 7 E todos ficaram admirados e maravilhados, dizendo uns aos outros: Não são todos aqueles que falam Galilæ e ans? 8 E como ouve a todos nós, em nossa própria língua, em que nascemos? 9 Partos e medos e elamitas, e os moradores da Mesopotâmia, e da Judéia a, e da Capadócia, em Ponto, e da Ásia, 10 da Frígia e da Panfília, no Egito, e nas regiões da Líbia, de Cirene, e dos estrangeiros Roma, judeus e prosélitos, 11Cretes e árabes, nós os ouvimos falar em nossas línguas as maravilhosas obras de Deus. 12E ficaram todos espantados e ficaram em dúvida, dizendo um para o outro, O que significa isso? 13Os outros zombadores disseram: Estes homens estão cheios de vinho novo.

 

Temos aqui um relato do aviso público que foi dado a esse presente extraordinário com o qual os discípulos estavam todos subitamente endossados. Observar,

 

  1. O grande concurso de pessoas que havia agora em Jerusalém, deveria parecer mais do que era habitual na festa do Pentecostes. Havia morando ou permanecendo em Jerusalém judeus que eram homens devotos, dispostos à religião, e que tinham o temor de Deus diante de seus olhos (assim a palavra propriamente significa), alguns deles prosélitos da justiça, que foram circuncidados, e admitiram membros de Jerusalém. a igreja judaica, outros apenas prosélitos da porta, que abandonaram a idolatria e se entregaram à adoração do verdadeiro Deus, mas não à lei cerimonial, alguns dos que estavam em Jerusalém agora, de todas as nações debaixo do céu,para onde os judeus foram dispersos, ou de onde vieram os prosélitos. A expressão é hiperbólica, denotando que havia alguns da maioria das partes conhecidas do mundo tanto quanto sempre foi Tyre, ou Londres, o ponto de encontro de negociar pessoas de todas as partes, Jerusalém na época era de pessoas religiosas de todos os partes. Agora, 1. Podemos ver aqui quais eram alguns desses países de onde vieram aqueles estrangeiros ( Atos 2: 9-11 Atos 2: 9-11 ), alguns dos países orientais, como os partos, medos, elamitas e moradores da Mesopotâmia, a posteridade de Shem. dali viemos para a Judéia, que deve ser mencionada, porque, embora a linguagem dos que estavam na Judéia fosse a mesma com a que os discípulos falaram, antes, eles falaram com o tom e o dialeto do país do norte (1 Pedro 1: 1 Lucas 19:11Tu és galileu, e tua fala te trai ), mas agora eles falaram tão corretamente como os próprios habitantes da Judéia fizeram. Em seguida vêm os habitantes da Capadócia, Pontus, e aquele país sobre Propontis que foi chamado especialmente de Ásia, e estes foram os países nos quais aqueles estranhos foram espalhados a quem São Pedro escreve. 1 Pedro 1: 1 . Em seguida vêm os moradores da Frígia e Panfília, que ficava a oeste, a posteridade de Japhet, como também os estrangeiros de Roma, havia também alguns que habitavam nas partes do sul do Egito, nas partes da Líbia sobre Cirene.havia também alguns da ilha de Creta, e alguns dos desertos da Arábia, mas todos eles eram originalmente judeus, dispersos naqueles países ou prosélitos para a religião judaica, mas nativos daqueles países. O Dr. Whitby observa que os escritores judeus sobre este tempo, como Filo e Josefo, falam dos judeus como habitando em todo lugar por toda a terra e que não há um povo sobre a terra no qual alguns judeus não habitem. 2. Podemos perguntar o que trouxe todos aqueles judeus e prosélitos para Jerusalém neste tempo: não fazer uma visita transitória para a festa do pentecostes, pois dizem que eles moram lá. Eles levaram bandas para lá, porque havia uma expectativa geral do aparecimento do Messias para as semanas de Daniel terem acabado de expirar, o cetro tinha partido de Judá, e então geralmente se pensava que o reino de Deus apareceria imediatamente, Lucas 19:11 . Isso levou os que eram mais zelosos e devotos a Jerusalém, a peregrinar ali, a fim de que tivessem participação precoce no reino do Messias e nas bênçãos daquele reino.

 

  1. O espanto com que esses estranhos foram apanhados quando ouviram os discípulos falar em suas próprias línguas. Deveria parecer, os discípulos falaram em várias línguas antes das pessoas dessas línguas virem para eles para isto é intimido ( Atos 2: 6Atos 2: 6 ) que a divulgação do relatório disto no estrangeiro era isso que trouxe a multidão junto, especialmente esses de diferente países que parecem ter sido mais afetados com esta obra de admiração do que os próprios habitantes de Jerusalém.

 

  1. Eles observam que os falantes são todos galileus, que não conhecem nada além de sua língua materna ( Atos 2: 7Atos 2: 7 ), são homens desprezíveis, dos quais nada aprendido nem educado é esperado. Deus escolheu as coisas fracas e tolas do mundo para confundir os sábios e poderosos. Acreditava-se que Cristo fosse galileu e seus discípulos realmente eram homens indoutos e ignorantes.

 

  1. Eles reconhecem que falavam inteligível e prontamente sua própria língua (da qual eles eram os juízes mais competentes), tão correta e fluentemente que nenhum de seus próprios compatriotas poderia falar melhor: ouvimos cada homem em nossa própria língua em que estávamos nascido ( Atos 2: 8 Atos 2: 8 ), isto é, ouvimos um ou outro deles falar nossa língua nativa. Os partos ouvem um deles falar sua língua, os medos ouvem outro deles falar deles e assim dos demais. Atos 2:11 Atos 2:11 , Nós os ouvimos falar em nossas línguas as maravilhosas obras de Deus.1 Coríntios 14:22 Suas respectivas línguas não eram apenas desconhecidas em Jerusalém, mas provavelmente desprezadas e desvalorizadas, e portanto não era apenas uma surpresa, mas uma agradável surpresa, para elas ouvirem a língua de seu próprio país falada, como é natural para aqueles que são estranhos em uma terra estranha. (1) As coisas de que ouviram o discurso dos apóstolos foram as maravilhosas obras de Deus, megaleia tou Theou - Magnalia Dei, as grandes coisas de Deus. É provável que os apóstolos tenham falado de Cristo, e redenção por ele, e a graça do evangelho e estas são realmente as grandes coisas de Deus, que serão para sempre maravilhosas aos nossos olhos. (2) Eles ouviram os dois louvar a Deus por estas grandes coisas e instruir o povo a respeito dessas coisas, em sua própria língua, de acordo com a percepção da linguagem de seus ouvintes ou dos que deles perguntavam. Agora, porém, talvez, por habitar algum tempo em Jerusalém, eles pudessem ser tanto mestres da língua judaica que eles poderiam ter entendido o significado dos discípulos se eles tivessem falado essa língua, ainda, [1.] Isto era mais estranho, e ajudou a convencer o seu julgamento, que esta doutrina era de Deus para as línguas eram um sinal para aqueles que não acreditavam, 1 Coríntios 14:22. [2] Foi mais gentil e ajudou a engajar suas afeições, já que era uma clara indicação do favor destinado aos gentios, e que o conhecimento e a adoração de Deus não deveriam mais ficar confinados aos judeus, mas a divisão A parede deve ser quebrada e isto é para nós uma indicação clara da mente e vontade de Deus, para que os registros sagrados das maravilhosas obras de Deus sejam preservados por todas as nações em sua própria língua, para que as escrituras sejam lidas e adoradas em público. realizada nas línguas vulgares das nações.

 

  1. Eles se espantam, e olham para ela como algo surpreendente ( Atos 2:12Atos 2:12 ): Eles estavam todos maravilhados, eles estavam em êxtase, então a palavra é e eles estavam em dúvida sobre qual era o significado disso, e se era para introduzir o reino do Messias, o qual eles eram grandes com a expectativa de se perguntarem e um ao outro com um theloi touto einai - Quid hoc sibi vult? - Qual é a tendência disto? Certamente é dignificar e, assim, distinguir esses homens como mensageiros do céu e, portanto, como Moisés no mato, eles se desviarão e verão esta grande visão.

 

III O escárnio que alguns fizeram dela, que eram nativos da Judéia e de Jerusalém, provavelmente os escribas e fariseus, e os principais sacerdotes, que sempre resistiram ao Espírito Santo, disseram: Estes homens estão cheios de vinho novo, ou vinho doce, eles beberam demais. este festival-tempo, Atos 2:13Atos 2:13 . Não que eles fossem tão absurdos a ponto de pensar que o vinho na cabeça permitiria aos homens falarem línguas que eles nunca aprenderam, mas estes, sendo judeus nativos, não sabiam, como os outros, que o que era falado era realmente a língua de outras nações. e, portanto, levou-o a ser rabugento e sem sentido, como bêbados, aqueles tolos em Israel,às vezes falo. Como quando eles resolveram não acreditar no dedo do Espírito nos milagres de Cristo, eles o desligaram com isto: "Ele expulsa diabos pelo pacto com o príncipe dos demônios" então, quando eles decidiram não crer na voz do Espírito. na pregação dos apóstolos, eles se desviaram disto: Estes homens estão cheios de vinho novo. E, se chamavam o mestre da casa de bebedor de vinho, não é de admirar se assim o chamam de sua casa.

 

Versículos 14-36

O Sermão de Pedro em Jerusalém.

14 Mas Pedro, levantando-se com os onze, levantou a sua voz, e disse-lhes: Varões judae um, e todos vós que habitam em Jerusalém, seja-vos isto notório, e escutai as minhas palavras: 15 Porque estes não são bêbado, como suponho, vendo que é apenas a terceira hora do dia. 16 Mas isto é o que foi dito pelo profeta Joel 17 E acontecerá que nos últimos dias, diz Deus, derramarei do meu Espírito sobre toda a carne: e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, e vossos jovens os homens verão visões, e os vossos velhos sonharão sonhos: 18 E nos meus servos e nas minhas servas derramarei naqueles dias do meu Espírito e eles profetizarão: 19 E mostrarei prodígios no céu e assinei. a terra debaixo de sangue, e fogo, e vapor de fumaça: 20 O sol se converterá em trevas, e a lua em sangue, antes que venha aquele grande e notável dia do Senhor: 21 E acontecerá queTodo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo. 22Os homens de Israel, ouve estas palavras, Jesus de Nazaré, homem aprovado por Deus entre vós por milagres, maravilhas e sinais, que Deus fez por ele no meio de vós, como também vós mesmos sabeis: 23Ele, sendo liberto pela determinada O conselho e a presciência de Deus, segundo o que tomaste, e por mãos ímpias crucificardes e matastes; 24 Quando Deus ressuscitou, soltando as dores da morte, porque não era possível que ele fosse segurado por elas. 25 Porque Davi diz a respeito dele: Sempre adiante de mim o Senhor, pois está à minha direita, para que eu não seja abalado; 26 portanto se alegra o meu coração, e a minha língua se alegra, e a minha carne descansa. esperança: 27 porque não deixarás a minha alma no inferno, nem permitirás que o teu Santo veja corrupção. 28 Tu me fizeste conhecer os caminhos da vida, e me alegrarás com a tua face. 29 homense irmãos, deixe-me falar-vos livremente do patriarca Davi, que ele está morto e sepultado, e seu sepulcro está conosco até o dia de hoje. 30 Por isso, sendo profeta e sabendo que Deus havia jurado com juramento a ele que, do fruto de seus lombos, segundo a carne, ressuscitaria a Cristo para se assentar em seu trono. 31Ele já viu isso antes da ressurreição de Cristo. Cristo, que sua alma não foi deixada no inferno, nem sua carne viu a corrupção. 32Este Jesus, Deus, levantou-se, do que todos nós somos testemunhas. 33 Portanto, tendo sido exaltado pela destra de Deus, e tendo recebido do Pai a promessa do Espírito Santo, derramou isto que vós agora vedes e ouvis. 34Porque Davi não subiu aos céus, mas ele próprio diz: O SENHORDisse ao meu Senhor: Assenta-te à minha direita, 35 até que eu ponha os teus inimigos por escabelo de teus pés. 36 Portanto, toda a casa de Israel tenha certeza de que Deus fez o mesmo Jesus, a quem vós crucificastes, Senhor e Cristo.

 

Temos aqui as primícias do Espírito no sermão que Pedro pregou imediatamente, não dirigido àqueles de outras nações em uma língua estranha (não nos é dito que resposta ele deu àqueles que estavam maravilhados, e disse: O que significa isso? ), mas para os judeus na língua vulgar, mesmo para aqueles que zombaram para ele começa com a notícia de que ( Atos 2:15 Atos 2:15 ), e aborda o seu discurso ( Atos 2:14Atos 2:14 ) para os homens da Judéia e os habitantes de Jerusalém, mas temos razão suficiente para pensar que os outros discípulos continuaram a falar para aqueles que os entendiam (e, portanto, se reuniam em torno deles), nas línguas de seus respectivos países, as obras maravilhosas de Deus.E não foi somente pela pregação de Pedro, mas de todos, ou da maioria, do restante dos cento e vinte, que três mil almas foram convertidas naquele dia, e adicionadas à igreja, mas o sermão de Pedro só é registrado, para ser um evidência para ele que ele foi completamente recuperado de sua queda, e completamente restaurado ao favor divino. Aquele que havia negado furtivamente a Cristo agora o confessa corajosamente. Observar,

 

  1. Sua introdução ou prefácio, em que ele anseia a atenção do auditório, ou exige mais: Pedro levantou-se ( Atos 2:14Atos 2:14 ), para mostrar que ele não estava bêbado, com os onze,que concordou com ele no que ele disse, e provavelmente em seus turnos falou igualmente para o mesmo propósito aqueles que eram de grande autoridade levantaram-se para falar aos judeus zombadores, e confrontar aqueles que contradiziam e blasfemavam, mas deixaram os setenta discípulos para fale aos prosélitos dispostos de outras nações, que não eram tão preconceituosos, em sua própria língua. Assim, entre os ministros de Cristo, alguns dos dons maiores são chamados para instruir aqueles que se opõem, para apoderar-se de espadas e outros de habilidades inferiores são empregados para instruir aqueles que se resignam e para serem vidreiros e esposos. Pedro levantou a vozcomo alguém que estava bem seguro e muito afetado com o que ele disse, e não tinha medo nem vergonha de possuí-lo. Ele aplicou-se aos homens da Judéia e André Ioudaioi - os homens que eram judeus para que fosse lida "e especialmente vocês que moram em Jerusalém, que eram acessórios à morte de Jesus, seja este conhecido a vocês, o que vocês fizeram não sei antes, e que você está preocupado em saber agora, e ouvir minhas palavras,quem te atrairia a Cristo, e não às palavras dos escribas e fariseus, que o tirariam dele. O meu senhor se foi, cujas palavras ouvistes com freqüência em vão, e não ouvirás mais como o fizeste, mas ele nos fala por nós, agora ouvindo as nossas palavras.

 

  1. Sua resposta à sua blasfema calúnia ( Atos 2:15 Atos 2:15 ): " Esses homens não estão embriagados, como você supõe. Esses discípulos de Cristo, que agora falam em outras línguas, falam o bom senso e sabem o que dizem, e assim também aqueles eles falam, que são conduzidos por seus discursos ao conhecimento das maravilhosas obras de Deus. Você não pode pensar que eles estão bêbados, pois é apenas a terceira hora do dia, "nove horas da manhã e antes desta hora nos sábados e nas festas solenes, os judeus não comiam nem bebiam: não, ordinariamente, os que estão embriagados bebem-se de noite, e de manhã não são bêbados bêbados que, quando acordam,Provérbios 23:35imediatamente procure novamente, Provérbios 23:35 .

 

III Sua conta da efusão milagrosa do Espírito, que é projetado para despertar todos eles para abraçar a fé de Cristo, e se juntar a sua igreja. Duas coisas em que ele resolve: - que foi o cumprimento da escritura e o fruto da ressurreição e ascensão de Cristo e, conseqüentemente, a prova de ambos.

 

  1. Que foi o cumprimento das profecias do Antigo Testamento que se relacionavam com o reino do Messias e, portanto, uma evidência de que este reino é chegado, e as outras predições dele são cumpridas. Ele especifica um, o do profeta Joel, Atos 2:28Atos 2:28 . É observável que, embora Pedro estivesse cheio do Espírito Santo, e falava em línguas como o Espírito lhe concedia que falasse, ainda que ele não tenha posto de lado as escrituras, nem se imaginasse acima delas, muito do seu discurso é citado fora do Antigo Testamento. Testamento, para o qual ele apela, e com o qual ele prova o que ele diz. Os estudiosos de Cristo nunca aprendem acima de sua Bíblia e o Espírito é dado não para substituir as escrituras, mas para nos capacitar a entender e aperfeiçoar as escrituras. Observar,

 

(1.) O próprio texto que Pedro cita, Atos 2: 17-21 Atos 2: 17-21 . Refere-se aos últimos dias, os tempos do evangelho, que são chamados os últimos dias porque a dispensação do reino de Deus entre os homens, que o evangelho estabelece, é a última dispensação da graça divina, e nós não devemos procurar outra do que a continuação disso até o fim dos tempos. Ou, nos últimos dias, isto é, muito depois da cessação da profecia na igreja do Antigo Testamento. Ou, nos dias imediatamente anteriores à destruição da nação judaica, nos últimos dias desse povo, pouco antes do grande e notável dia do Senhor falar, Atos 2:20Atos 2:20. "Foi profetizado e prometido e, portanto, você deve esperar, e não se surpreender com isso, desejá-lo e licitá-lo, e não contestá-lo, como não vale a pena tomar conhecimento." O apóstolo cita todo o parágrafo, pois é bom ter as escrituras inteiras agora que foi predito,

 

[1] Que deveria haver uma efusão mais abundante e extensa do Espírito da graça do alto do que nunca. Os profetas do Antigo Testamento haviam sido cheios do Espírito Santo, e foi dito do povo de Israel que Deus lhes deu seu bom Espírito para instruí-los, Neemias 9:20 Neemias 9:20 . Mas agora o Espírito será derramado, não somente sobre os judeus, mas sobre toda a carne, tanto gentios como judeus, embora o próprio Pedro não tenha entendido isso, como aparece, Atos 11:17 . Ou sobre toda a carneAtos 11:17isto é, sobre alguns de todos os graus e condições dos homens. Os doutores judeus ensinaram que o Espírito veio somente sobre os sábios e ricos, e os que eram da semente de Israel, mas Deus não se ligará às suas regras.

 

[2.] Para que o Espírito esteja neles um Espírito de profecia pelo Espírito, eles devem ser capazes de predizer as coisas futuras e pregar o evangelho a toda criatura. Este poder será dado sem distinção de sexo - agora apenas seus filhos, mas suas filhas profetizarão sem distinção de idade - tanto seus jovens quanto seus velhos terão visões e sonhos, e receberão revelações divinas, para ser comunicado à igreja e sem distinção de condição externa - até mesmo os servos e servas receberão do Espírito, e profetizarão ( Atos 2:18 Atos 2:18).) ou, em geral, homens e mulheres, a quem Deus chama seus servos e suas servas. No início da era de profecia no Antigo Testamento havia escolas dos profetas, e, antes disso, o Espírito de profecia veio sobre os anciãos de Israel que foram designados para o governo, mas agora o Espírito será derramado sobre as pessoas de grau inferior, e tais como não foram criados nas escolas dos profetas, para o reino do Messias é ser puramente espiritual. A menção das filhas ( Atos 2:17 ) e as servas ( Atos 2:18 ) faria pensar que as mulheres que foram notadas (Atos 2:17 Atos 2:18 Atos 1:14 Atos 21: 9 1 Coríntios 14:26 , 34Atos 1:14 ) receberam os dons extraordinários do Espírito Santo, assim como os homens. Filipe, o evangelista, teve quatro filhas que profetizaram ( Atos 21: 9 ), e São Paulo, encontrando abundância dos dons de línguas e profecias na igreja de Corinto, viu ser necessário proibir o uso dessas mulheres público, 1 Coríntios 14: 26,34 .

 

[3] Que uma grande coisa que eles devem profetizar deve ser o julgamento que estava chegando sobre a nação judaica, pois esta era a principal coisa que o próprio Cristo havia predito ( Mateus 24: 1-51 Mateus 24: 1-51 ) em sua entrada em Jerusalém ( Lucas 19:41 Lucas 19:41 ) e quando ele ia morrer ( Lucas 23:29 Lucas 23:29 ) e estes julgamentos foram trazidos sobre eles para punir por seu desprezo do evangelho, e sua oposição a ele, embora lhes veio assim provado. Aqueles que não se submeterem ao poder da graça de Deus, nesta maravilhosa efusão de seu Espírito, devem cair e jazer sob os derramamentos das suas próprias taças. Aqueles que quebram, não se dobram. Primeiro,Mateus 23:35 Mateus 24:30 Tiago 5: 8 , 9 Atos 2:21 1 Coríntios 1: 2A destruição de Jerusalém, que foi cerca de quarenta anos após a morte de Cristo, é aqui chamada de o grande e notável dia do Senhor, porque colocou um período final na economia mosaica, o sacerdócio levítico e a lei cerimonial foram para sempre abolidos e cumpridos. longe. A desolação em si nunca foi trazida a nenhum lugar ou nação, antes ou depois. Era o dia do Senhor, pois era o dia de sua vingança sobre aquele povo por crucificar a Cristo, e perseguir seus ministros era o ano das recompensas para aquela controvérsia sim, e para todo o sangue dos santos e mártires, de o sangue do justo Abel, Mateus 23:35 . Foi um pequeno dia de julgamento, foi umdia notável: em Joel é chamado um dia terrível, pois assim foi aos homens na terra, mas aqui epiphane (após a Septuaginta), um dia glorioso e ilustre , pois assim foi a Cristo no céu que foi a epifania, sua aparição então ele mesmo falou sobre isso, Mateus 24:30 . A destruição dos judeus foi a libertação dos cristãos, que foram odiados e perseguidos por eles e, portanto, esse dia foi falado pelos profetas da época, para o encorajamento dos cristãos sofredores, que o Senhor estava próximo, a vinda do Senhor se aproximava, o Juiz estava diante da porta, Tg 5: 8,9 . Em segundo lugar,Os presságios terríveis dessa destruição são aqui preditos: Haverá maravilhas no céu acima, o sol se transformou em trevas e a lua em sangue e sinais também na terra abaixo, sangue e fogo. Josefo, em seu prefácio à sua história das guerras dos judeus, fala dos sinais e prodígios que os precederam, terríveis trovões, relâmpagos e terremotos houve um cometa de fogo que pairou sobre a cidade por um ano, e uma espada flamejante Foi visto apontando para baixo, uma luz brilhou sobre o templo e o altar à meia-noite, como se tivesse sido meio-dia. Dr. Lightfoot dá outro sentido a esses presságios: O sangue do Filho de Deus, o fogo do Espírito Santo agora aparecendo, o vapor da fumaça na qual Cristo ascendeu,o sol escureceu, e a lua fez o sangue, no tempo da paixão de Cristo, foram todos advertências altas dadas àquele povo incrédulo para se preparar para os julgamentos que vinham sobre eles. Ou, pode ser aplicado, e muito apropriadamente, aos próprios julgamentos anteriores pelos quais essa desolação foi trazida. Os pontos de sangue nas guerras dos judeus com as nações vizinhas, com os samaritanos, sírios e gregos, em que a abundância de sangue foi derramado, como havia também em suas guerras civis, e as lutas dos sediciosos (como eles chamavam eles, que eram muito sangrentos, não havia paz para aquele que saía nem para aquele que entrava. O fogo e vapor de fumaça,aqui predito, literalmente aconteceu na queima de suas cidades e cidades e sinagogas e templo finalmente. E esta transformação do sol em trevas e a lua em sangue, evidencia a dissolução de seu governo, civil e sagrado, e a extinção de todas as suas luzes. Em terceiro lugar, o sinal de preservação do povo do Senhor é aqui prometido ( Atos 2:21 ): Todo aquele que invocar o nome do Senhor Jesus (que é a descrição de um verdadeiro cristão, 1 Coríntios 1: 2 ) será salvo,escapará daquele julgamento que será um tipo e sincero de salvação eterna. Na destruição de Jerusalém pelos caldeus, havia um remanescente selado para ser escondido no dia da ira do Senhor e na destruição pelos romanos, nenhum cristão pereceu. Aqueles que se distinguem pela piedade singular serão distinguidos pela preservação especial. E observe, os remanescentes salvos são descritos por isto, que eles são um povo de oração: eles invocam o nome do Senhor, que insinua que eles não são salvos por qualquer mérito ou justiça própria, mas puramente pelo favor de Deus. , que deve ser processado pela oração. É o nome do Senhor que eles chamam de que é a sua torre forte.

 

(2.) A aplicação desta profecia ao presente evento ( Atos 2:16Atos 2:16 ): Isto é o que foi dito pelo profeta Joel , é a realização disso, é a plena realização do mesmo. Esta é a efusão do Espírito sobre toda a carne que deveria vir, e não devemos procurar outro, nem mais do que nós, procurar outro Messias, pois o nosso Messias vive no céu, reinando e intercedendo por sua igreja na terra. Assim, este Espírito de graça, o Advogado, ou Consolador, que foi dado agora, de acordo com a promessa, continuará, com a mesma promessa, com a igreja na terra até o fim, e trabalhará todas as suas obras nela. para isto, e todo membro disto, ordinário e extraordinário, por meio das escrituras e o ministério.

 

  1. Que foi o dom de Cristo e o produto e prova de sua ressurreição e ascensão. A partir deste dom do Espírito Santo, ele aproveita a ocasião para pregar-lhes Jesus e esta parte de seu sermão ele apresenta com outro prefácio solene ( Atos 2:22Atos 2:22 ): " Vocês, homens de Israel, ouçam estas palavras. É uma misericórdia que você está ouvindo falar deles, e é seu dever dar atenção a eles ". Palavras concernentes a Cristo devem ser palavras aceitáveis ​​para os homens de Israel. Aqui está,

 

(1.) Um resumo da história da vida de Cristo, Atos 2:22Atos 2:22 . Ele o chama de Jesus de Nazaré, porque por esse nome ele era geralmente conhecido, mas (o que era suficiente para acabar com esse opróbrio) ele era um homem aprovado por Deus entre vós, censurado e condenado por homens, mas aprovado por Deus: Deus testificou sua aprovação de sua doutrina pelo poder que ele lhe deu para operar milagres: um homem marcado por Deus, assim o Dr. Hammond lê "sinalizou e fez notável entre vocês que agora me ouve. Ele foi enviado a você, montou, um luz gloriosa em sua terra vocês mesmos são testemunhas de como ele se tornou famoso por milagres, maravilhas e sinais,funciona acima do poder da natureza, fora de seu curso normal, e contrário a isto, que Deus fez por ele, isto é, o que ele fez pelo poder divino com o qual ele estava vestido, e no qual Deus claramente o acompanhava sem o homem poderia fazer tais obras a menos que Deus estivesse com ele. "Veja o stress que Pedro deposita nos milagres de Cristo. [1] A questão de fato não deveria ser negada:" Eles foram feitos no meio de vocês, no meio de sua terra, sua cidade, suas assembléias solenes, como vocês também sabem.Vocês foram testemunhas oculares de seus milagres. Eu apelo a vocês mesmos, se têm alguma coisa para objetar contra eles ou podem oferecer qualquer coisa para refutá-los. "[2] A inferência deles não pode ser contestada. O raciocínio é tão forte quanto a evidência. ele fez aqueles milagres, certamente Deus o aprovou, declarou que ele era, o que ele declarou ser, o Filho de Deus e o Salvador do mundo, pois o Deus da verdade nunca colocaria seu selo em mentira.

 

(2.) Um relato de sua morte e sofrimentos que eles testemunharam também algumas semanas atrás e este foi o maior milagre de todos, que um homem aprovado por Deus deveria assim ser abandonado a ele e a um homem assim aprovado. entre o povo, e no meio deles, deve ser assim abandonado por eles também. Mas ambos os mistérios são aqui explicados ( Atos 2:23 Atos 2:23 ), e sua morte considerada, [1.] Como o ato de Deus e nele ele foi um ato de maravilhosa graça e sabedoria. Ele entregou-lhe a morte, não só permitiu que ele fosse morto, mas deu-lhe, devotou-o: isto é explicado Romanos 8:32 , Ele entregou-o para todos nós.Romanos 8:32E, no entanto, ele foi aprovado por Deus, e não havia nada nisto que significasse o seu desaprovação, pois foi feito pelo determinado conselho e presciência de Deus, em infinita sabedoria, e para fins santos, nos quais o próprio Cristo concordou, e em os meios que levam a eles. Assim, a justiça divina deve ser satisfeita, os pecadores salvos, Deus e o homem unidos novamente, e o próprio Cristo glorificado. Não foi apenas de acordo com a vontade de Deus, mas de acordo com o conselho de sua vontade, que ele sofreu e morreu de acordo com um conselho eterno, que não poderia ser alterado. Isso reconciliou-o com a cruz: Pai, faça-se a tua vontade e Pai, glorifica o teu nomedeixe teu propósito fazer efeito, e seja atingido o grande fim dele. [2] Como o povo agia e neles era um ato de pecado prodigioso e loucura, estava lutando contra Deus para perseguir alguém a quem ele aprovava como o queridinho do céu e lutando contra suas próprias misericórdias para perseguir aquele que era a maior bênção. desta terra. Nem Deus projetando isto desde a eternidade, nem trazendo bens para a eternidade, pelo menos desculparia seu pecado, pois era seu ato voluntário e ação, de um princípio moralmente maligno, e portanto "eles eram mãos iníquas com as quais você tem crucificado e morto ele ". É provável que alguns dos que estiveram aqui presentes tenham chorado , crucificado, crucificado,ou, de outra forma, ajudara no assassinato e Peter sabia disso. No entanto, foi justamente encarado como um ato nacional, porque feito tanto pelo voto do grande conselho quanto pela voz da grande multidão. É uma regra, por exemplo, o que é feito publicamente pela maior parte atribuímos a todos. Ele cobra isso particularmente a eles como partes da nação em que seriam visitados, mais eficazmente para levá-los à fé e ao arrependimento, porque essa era a única maneira de se distinguir dos culpados e se libertar da culpa.

 

(3.) Um atestado de sua ressurreição, que efetivamente apagou o opróbrio de sua morte ( Atos 2:24Atos 2:24 ): A quem Deus ressuscitou o mesmo que o entregou à morte livra-o da morte, e desse modo deu uma aprovação maior a ele do que ele havia feito por qualquer outro dos sinais e maravilhas forjados por ele, ou por todos juntos. Isso, portanto, ele insiste mais amplamente.

 

[1] Ele descreve sua ressurreição: Deus soltou as dores da morte, porque era impossível que ele fosse segurado por odinas - as tristezas da morte a palavra é usada para dores de parto, e alguns pensam que isso significa o problema e agonia de sua alma, em que foi extremamente doloroso, até a morte por estas dores e tristezas de alma, este trabalho de alma, o pai soltou-o quando, em sua morte, ele disse: Está consumado. Assim, o Dr. Godwin entende: "Aqueles terrores que fizeram a alma de Heman permanecer como os mortos" ( Salmos 88: 5,15).Salmo 88: 5 , 15 tinha apoderar-se de Cristo, mas ele era forte demais para eles, e quebrou através deles esta foi a ressurreição de sua alma (e é uma grande coisa para trazer uma alma para fora das profundezas de agonias espirituais) isso não estava deixando sua alma em inferno como o que se segue, que ele não deve ver a corrupção, fala da ressurreição de seu corpo e ambos juntos compõem a grande ressurreição. "Dr. Lightfoot dá um outro sentido do seguinte:" Tendo dissolvido as dores da morte, em referência a todos que crêem nele, Deus ressuscitou a Cristo, e por sua ressurreição quebrou todo o poder da morte e destruiu suas dores sobre seu próprio povo. Ele aboliu a morteSalmo 18: 4alterou a propriedade dele, e, porque não era possível que ele o segurasse por muito tempo , não é possível que sejam para sempre guardados. "Mas a maioria refere-se à ressurreição do corpo de Cristo. E a morte ( diz o Sr. Baxter) é por privação de um estado penal, embora não doloroso por um mal positivo, mas o Dr. Hammond mostra que a Septuaginta, e deles o apóstolo aqui, usa a palavra para cordas e faixas (como Salmos 18: 4).), para o qual a metáfora de perder e se manter melhor concorda. Cristo foi preso por nossa dívida, foi jogado nas faixas da morte, mas, se a justiça divina estivesse satisfeita, não era possível que ele fosse detido lá, seja por direito ou por força, porque ele tinha vida em si mesmo e em seu próprio poder. e conquistara o príncipe da morte.

 

[2] Ele atesta a verdade de sua ressurreição ( Atos 2:32Atos 2:32 ): Deus o levantou, do que todos nós somos testemunhas - nós , apóstolos, e outros nossos companheiros, que estavam intimamente familiarizados com ele antes de sua morte, eram intimamente familiarizado com ele depois de sua ressurreição, comeu e bebeu com ele. Eles receberam poder, pela descida do Espírito Santo sobre eles, com o propósito de que eles pudessem ser testemunhas hábeis, fiéis e corajosas disso, apesar de serem acusados ​​por seus inimigos de tê-lo roubado.

 

[3] Ele mostrou que era o cumprimento da escritura, e, porque a escritura havia dito que ele deve subir novamente antes que ele viu a corrupção, portanto , era impossível que ele deveria ser segurado pela morte e a sepultura por Davi fala de sendo ele ressuscitado, assim entra, Atos 2:25 Atos 2:25 . A escritura a que ele se refere é a de Davi ( Salmo 16: 8-11Salmos 16: 8-11 ), que, embora em parte aplicável a Davi como santo, ainda se refere principalmente a Jesus Cristo, de quem Davi era um tipo. Aqui está,

 

Primeiro, O texto citado em geral ( Atos 2: 25-28 Atos 2: 25-28 ), pois tudo foi cumprido nele, e nos mostra, 1. A constante consideração que nosso Senhor Jesus teve ao seu Pai em todo o seu empreendimento: Eu previ o Senhor diante de mim continuamente. Ele colocou diante dele a glória de seu Pai como seu fim em todos - pois ele viu que seus sofrimentos redundariam abundantemente para a honra de Deus, e daria em sua própria alegria estes foram colocados diante dele, e estes ele tinha um olho para, em tudo o que ele fez e sofreu e com a perspectiva destes, ele foi levado e levado adiante , João 13: 31,32,17: 4,5 . 2. A certeza que ele tinha da presença e poder de seu pai junto com ele: " Ele está à minha direita,João 13:31 , 32 , 17 : Salmo 89:21 Lucas 10:21 Levítico 7: 15-18 Jó 38:17a mão da ação, fortalecendo, guiando e sustentando isso, que eu não deveria ser movido, nem expulso de meu empreendimento, apesar das dificuldades que eu tenho que sofrer. "Este foi um artigo do pacto da redenção ( Salmos 89:21 ) , com ele a minha mão será estabelecido, meu braço o fortalecerá e, portanto, ele está confiante de que o trabalho não deve fracassar em sua mão. Se Deus é a nossa mão direita, não serei abalado. 3. a alegria com que o nosso Senhor Jesus prosseguiu em seu trabalho, apesar das tristezas pelas quais passou: "Ficando satisfeito em não ser abalado, mas o bom prazer do Senhor prosperará em minha mão, por isso meu coração se alegra, e minha língua se alegra. ,e o pensamento da minha tristeza não é nada para mim. "Note, foi um prazer constante para o nosso Senhor Jesus olhar para o final do seu trabalho, e para ter certeza de que a questão seria gloriosa tão bem contente ele está com a sua compromisso de que ele faz seu coração bom pensar como a questão iria responder o projeto. ele regozijou-se em espírito, Lucas 10:21 . Minha língua exultou. no salmo é, Minha glória se alegra que dá a entender que a nossa língua é a nossa glória, a faculdade de falar é uma honra para nós, e nunca mais do que quando é empregada no louvor a Deus.A língua de Cristo estava alegre, pois quando ele estava entrando em seus sofrimentos, no final de sua última ceia, ele cantou um hino . 4. A perspectiva agradável que ele teve da feliz edição de sua morte e sofrimentos foi isto que o levou, não somente com coragem, mas com alegria, através deles ele estava adiando o corpo, mas minha carne descansará a sepultura será para o corpo, enquanto ele estiver lá, um leito de repouso, e a esperança lhe dará um doce repouso repousará em esperança, hoti, para que você não deixe minha alma no inferno, o que segue é a questão de sua esperança, ou segurança. antes, (1.) Que a alma não deve continuar em um estado de separação do corpo, pois, além disso, isso é algum desconforto para uma alma humana feita por seu corpo, seria a continuação do triunfo da morte sobre aquele que estava em verdade um conquistador sobre a morte: "Tu não deixarás a minha alma no inferno "(no hades, no estado invisível, assim o hades corretamente significa)" mas, embora tu sofres por um tempo para lá, e para permanecer lá, ainda assim tu deverás reencaminhá-lo tu não deixa lá, como tu fazes as almas dos outros homens ". (2) Que o corpo deve ficar um pouco mais no sepulcro: Tu não permitirás que o teu Santo veja a corrupção o corpo não deve continuar morto enquanto começar a putrefazer ou tornar-se nojesse e, portanto, deve retornar à vida em ou antes do terceiro dia após a sua morte. Cristo era o Santo de Deus ,santificado e separado para o seu serviço na obra da redenção ele deve morrer, pois ele deve ser consagrado pelo seu próprio sangue, mas ele não deve ver a corrupção, pois sua morte deveria ser para Deus de um aroma de cheiro doce. Isto foi tipificado pela lei concernente ao sacrifício, que nenhuma parte da carne do sacrifício a ser comido deveria ser guardada até o terceiro dia, por medo de ver corrupção e começar a putrefazer, Levítico 7: 15-18 . (3) Que sua morte e sofrimentos devam ser, não somente para ele, mas para todos os seus, uma entrada para uma abençoada imortalidade: " Tu me fizeste conhecer os caminhos da vida, e por mim os fiz conhecer ao mundo e os colocou abertos ". Quandoo Pai deu ao Filho para ter vida em si mesmo, um poder para dar a sua vida e para levá-la novamente, então ele mostrou-lhe o caminho da vida, tanto para lá e para cá as portas da morte estavam abertas para ele e as portas do a sombra da morte ( Jó 38:17 ), para passar e repassar através deles, como a ocasião o levou, para a redenção do homem. (4) Que todas as suas tristezas e sofrimentos devem terminar em perfeita e perpétua felicidade: Tu me encherás de alegria com teu semblante. A recompensa colocada diante dele era alegria, uma plenitude de alegria, e isso no semblante de Deus ,no semblante que ele deu ao seu empreendimento, e a todos aqueles, por ele, que deveriam acreditar nele. Os sorrisos com que o Pai o recebeu, quando, em sua ascensão, foi trazido ao Ancião de dias, encheram- no de alegria indescritível, e essa é a alegria de nosso Senhor, na qual todos os seus entrarão, e na qual eles será para sempre feliz.

 

Em segundo lugar, o comentário sobre este texto, especialmente muito do que se refere à ressurreição de Cristo. Ele se dirige a eles com um título de respeito, Homens e irmãos, Atos 2:29 Atos 2:29 . "Vocês são homens e, portanto, devem ser governados pela razão de serem irmãos e, portanto, devem aceitar com benevolência o que é dito a vocês por alguém que, sendo quase parente de vocês, está sinceramente preocupado com você e lhe deseja bem. Agora, dê me deixar livremente para falar com você sobre o patriarca Davi,Atos 13: 35-37 1 Reis 2: 2 Atos 2:30 2 Samuel 7:12 Salmo 132: 11 Lucas 1:32 Atos 2:31 Atos 2:34 Salmo 110: 1 Atos 2:35e não seja ofensa a você se eu lhe disser que Davi não pode ser entendido aqui como falando de si mesmo, mas do Cristo vindouro. "David é aqui chamado de patriarca, porque ele era o pai da família real, e um homem de grande nota e eminência em sua geração, e cujo nome e memória eram justamente muito preciosos Agora, quando lemos esse salmo dele, devemos considerar: 1. Que ele não podia dizer isso de si mesmo, pois ele morreu, e foi enterrado, e seu sepulcro permaneceu em Jerusalém até agora, quando Pedro falou isso, e seus ossos e cinzas nele Ninguém jamais fingiu que ele havia ressuscitado, e, portanto, ele nunca poderia dizer de si mesmo que ele não deveria ver a corrupção, pois era ele viu a corrupção. São Paulo pede isso, Atos 13: 35-37 . Embora ele fosse um homem segundo o coração de Deus, ele seguiu o caminho de toda a terra, como diz ele mesmo ( 1 Reis 2: 2 ), tanto na morte como no sepultamento. 2. Portanto, certamente ele falou como um profeta, com um olho para o Messias, cujos sofrimentos os profetas testificaram de antemão, e com eles a glória que se seguiria a tal que Davi naquele salmo, como Pedro aqui mostra claramente. (1) Davi sabia que o Messias deveria descer de seus lombos ( Atos 2:30 ), que Deus havia jurado a ele, que do fruto de seus lombos, de acordo com a carne, ele levantaria Cristo para se sentar em seu trono. Ele prometeu-lhe um filho,o trono de cujo reino deve ser estabelecido para sempre, 2 Samuel 7:12 . E é dito ( Salmo 132: 11 ), Deus jurou em verdade a Davi. Quando nosso Senhor Jesus nasceu, foi prometido que o Senhor Deus lhe daria o trono de seu pai Davi, Lucas 1:32 . E todo o Israel sabia que o Messias havia de ser o Filho de Davi, isto é, que, segundo a carne, ele deve ser assim por sua natureza humana para outra forma, de acordo com o espírito, e por sua natureza divina, ele foi para seja o senhor de Davinão seu filho. Deus tendo jurado a Davi que o Messias, prometido a seus pais, deveria ser seu filho e sucessor, o fruto de seus lombos e herdeiro de seu trono, ele manteve isso em vista, ao escrever seus salmos. (2) Cristo sendo o fruto de seus lombos e , conseqüentemente, de seus lombos quando escreveu esse salmo (como se diz que Levi estava nos lombos de Abraão quando ele pagou dízimos para Melquisedeque ), se o que ele diz, como em sua própria pessoa , não ser aplicável a si mesmo (como é claro que não é), devemos concluir que aponta para aquele filho dele que estava então em seus lombos, em quem sua família e reino deveriam ter sua perfeição e perpetuidade e, portanto, quando ele diz que sua alma não deve ser deixada em seu estado separado, nem sua carne vê corrupção, sem dúvida ele deve ser entendido para falar da ressurreição de Cristo, Atos 2:31 . E, como Cristo morreu, então ele subiu novamente, de acordo com as escrituras e que ele fez isso nós somos testemunhas. (3) Aqui está uma olhada em sua ascensão também. Como Davi não ressuscitou dos mortos, nem ele subiu aos céus, corporalmente, como Cristo fez, Atos 2:34 . E ainda, para provar que quando ele falou da ressurreição que ele quis dizer de Cristo, ele observa que quando em outro salmo ele fala do próximo passo de sua exaltação ele claramente mostra que ele falou de outra pessoa, e outra como foi sua Senhor ( Salmo 110: 1 ): "Disse o Senhor a meu Senhor, quando o ressuscitou dentre os mortos: " Assenta-te à minha direita, na mais elevada dignidade e domínio de que és encarregado da administração do reino, tanto a providência como a graça estão ali como rei, até que Eu faço teus inimigos ou teus amigos ou teu escabelo, " Atos 2:35 . Cristo ressuscitou da sepultura para subir mais alto, e, portanto, deve ser da ressurreição que Davi falou, e não dele, no 16º Salmo, porque havia nenhuma ocasião para ele sair de sua sepultura que não deveria ascender ao céu.

 

(4.) A aplicação deste discurso sobre a morte, ressurreição e ascensão de Cristo.

 

[1] Isso explica o significado da presente maravilhosa efusão do Espírito naqueles dons extraordinários. Algumas pessoas perguntaram ( Atos 2:12 Atos 2:12 ), o que significa isso? Eu vou lhe dizer o significado disso, diz Peter. Este Jesus sendo exaltado à destra de Deus, assim como alguns o lêem, para se sentarem ali exaltados pela destra de Deus, assim o lemos, pelo seu poder e autoridade - tudo vem para um e tendo recebido do Pai , a quem ele ascendeu, a promessa do Espírito Santo, ele deu o que ele recebeu ( Salmos 68:18 ), e derramou o que você vê e ouveSalmo 68:18 João 7:39 Lucas 11:13 Mateus 7:11pois o Espírito Santo deveria ser dado quando Jesus fosse glorificado, e não antes, João 7:39 . Você vê e nos ouve falar em línguas que nós nunca aprendemos, provavelmente houve uma mudança observável no ar de seus semblantes, o que eles viram, assim como ouviram a mudança de sua voz e linguagem agora isto é do Espírito Santo, cuja vinda é uma evidência de que Jesus é exaltado, e ele recebeu esse dom do Pai, para conferi-lo à igreja, que claramente indica que ele seja o Mediador, ou pessoa do meio entre Deus e a igreja. O dom do Espírito Santo foi, primeiro, um desempenho de promessas divinas já feitas aqui é chamado a promessa do Espírito Santo muitospromessas extremamente grandes e preciosas que o poder divino nos deu, mas esta é a promessa, por eminência, como a do Messias havia sido, e esta é a promessa que inclui todo o resto, portanto, Deus está dando o Espírito Santo àqueles que pergunte a ele ( Lucas 11:13 ) que ele está dando a eles todas as coisas boas, Mateus 7:11 . Cristo recebeu a promessa do Espírito Santo, isto é, o dom prometido do Espírito Santo, e nos deu por todas as promessas, sim e amém nele. Em segundo lugar, era uma promessa de todos os favores divinos que pretendiam mais o que você agora vê e ouve, mas é um ardente de coisas maiores.

 

[2.] Isto prova o que todos vocês estão fadados a crer, que Cristo Jesus é o verdadeiro Messias e Salvador do mundo, a quem ele encerra seu sermão com, como conclusão de todo o assunto, o quod erat demonstrandum - a verdade para ser demonstrado ( Atos 2:36 Atos 2:36 ): Portanto, que toda a casa de Israel saiba com certeza que esta verdade recebeu agora a sua plena confirmação, e nós a nossa inteira comissão para publicá-la, Que Deus fez aquele mesmo Jesus a quem você crucificou ambos Senhor e Cristo Eles foram acusados ​​de não contar a ninguém que ele era Jesus o Cristo até depois de sua ressurreição ( Mateus 16: 20,17: 9 ), mas agora deve serMateus 16:20 , 17 : Daniel 9:25proclamado nos eirados, a toda a casa de Israel aquele que tem ouvidos para ouvir, ouça-o. Não é proposto como provável, mas deposta como certa: Deixem-nos saber disso com certeza, e saibam que é seu dever recebê-lo como uma palavra fiel: Primeiro, que Deus glorificou aquele que eles crucificaram. Isso agrava a maldade deles, que eles crucificaram alguém a quem Deus designou para glorificar, e o colocaram à morte como um enganador que deu tais provas grávidas de sua missão divina e magnifica a sabedoria e poder de Deus que embora o crucificassem e pensassem assim, tê-lo colocado sob uma marca indelével da infâmia, mas Deus o havia glorificado, e as indignidades que o haviam feito serviram como uma folha para seu brilho.Em segundo lugar, que ele o glorificou a ponto de torná-lo Senhor e Cristo: estes significam o mesmo, ele é o Senhor de todos, e ele não é um usurpador, mas é Cristo, ungido para ser assim. Ele é um Senhor para os gentios, que teve muitos senhores e para os judeus, ele é o Messias, que inclui todos os seus ofícios. Ele é o rei Messias, como o parafrastado Caldeus o chama ou, como o anjo para Daniel, o Messias o príncipe, Daniel 9:25 . Esta é a grande verdade do evangelho que devemos crer, que aquele mesmo Jesus, o mesmo que foi crucificado em Jerusalém,é ele a quem devemos fidelidade, e de quem devemos esperar proteção, como Senhor e Cristo.

 

Versículos 37-41

O Sermão de Pedro em Jerusalém.

37 E, quando ouviram isso, ficaram com o coração no coração e disseram a Pedro e ao resto dos apóstolos: Irmãos e irmãos, que faremos? 38 Disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para a remissão de pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo. 39 Porque a promessa é para vós, para vossos filhos e para todos os que estão longe, até mesmo para quantos o Senhor nosso Deus chamar. 40 E com muitas outras palavras ele testificou e exortou, dizendo: Salvai-vos desta geração desfavorável. 41Then os que lhe aceitaram a palavra foram batizados, e naquele dia foram adicionados a eles cerca de três mil almas.

 

Vimos o maravilhoso efeito do derramamento do Espírito, em sua influência sobre os pregadores do evangelho. Pedro, em toda a sua vida, nunca falou no ritmo que havia feito agora, com tanta plenitude, perspicácia e poder. Estamos agora para ver outro fruto abençoado do derramamento do Espírito em sua influência sobre os ouvintes do evangelho. Desde a primeira entrega daquela mensagem divina, parecia que havia um poder divino junto com ela, e era poderoso, através de Deus, fazer maravilhas: milhares foram imediatamente trazidos por ela à obediência da fé , foi a vara de Deus. A força de Deus enviada de Sião, Salmo 110: 2,3Salmo 110: 2 , 3 . Temos aqui as primícias desta vasta colheita de almas que por ela foram reunidas a Jesus Cristo. Venha e veja, nestes versículos, o exaltado Redentor cavalgando, nestes carros de salvação, conquistando e conquistando, Apocalipse 6: 2 .Apocalipse 6: 2

 

Nestes versículos, encontramos a palavra de Deus, o meio de começar e realizar uma boa obra de graça no coração de muitos, o Espírito do Senhor que trabalha por ela. Vamos ver o método disso.

 

  1. Eles foram surpreendidos, e convencidos, e colocados em um inquérito sério, Atos 2:37Atos 2:37 . Quando ouviram, ou ouviram, tendo ouvido pacientemente Pedro, e não lhe dado a interrupção que tinham sido usados ​​para dar a Cristo em seus discursos (este foi um bom ponto obtido, que eles se tornaram atentos à palavra), eles foram picados no coração, ou no coração, e, sob profunda preocupação e perplexidade, aplicaram-se aos pregadores com esta pergunta: O que faremos?Era muito estranho que tais impressões devessem ser feitas de tão duros corações de repente. Eles eram judeus, criados na opinião da suficiência de sua religião para salvá-los, tinham visto ultimamente este Jesus crucificado em fraqueza e desgraça, e foram informados por seus governantes que ele era um enganador. Pedro os acusara de ter uma mão, uma mão perversa, em sua morte, o que provavelmente os teria exasperado contra ele ainda, quando ouviram esse sermão das escrituras, eles foram muito afetados com isso.

 

  1. Ponha-os em dor: Eles foram picados em seus corações. Nós lemos daqueles que foram cortados ao coração com indignação no pregador ( Atos 7:54 Atos 7:54 ), mas estes foram picados até o coração com indignação em si mesmos por ter sido acessório para a morte de Cristo. Pedro, carregando sobre eles, despertou suas consciências, tocou-os para o rápido, e o reflexo que agora faziam sobre ele era como uma espada em seus ossos, que os perfurou como eles haviam perfurado a Cristo. Note, os pecadores, quando seus olhos estão abertos, não podem deixar de ser picados no coração por causa do pecado, não podem deixar de experimentar um desconforto interior, isto é, ter o coração partido ( Joel 2:13).Joel 2:13 Salmo 51:17 Romanos 7: 9), um coração quebrantado e contrito, Salmos 51:17 . Aqueles que verdadeiramente se arrependem de seus pecados, e se envergonham deles, e temem as conseqüências deles, são picados no coração. Uma picada no coração é mortal, e sob essas comoções (diz Paulo) eu morri, Romanos 7: 9 . "Toda minha boa opinião de mim mesmo e confiança em mim mesmo falhou comigo."

 

  1. Colocou-os sob investigação. Nossa da abundância do coração, assim picada, a boca falou. Observar,

 

(1) A quem eles se dirigiam assim: a Pedro e ao resto dos apóstolos, alguns a um e alguns a outro a eles abriram o caso deles / delas por eles eles tinham sido convencidos, e então por eles eles esperam ser aconselhado e confortado. Eles não apelam para os escribas e fariseus, para justificá-los contra a acusação dos apóstolos, mas aplicam-se a eles, como proprietários da acusação, e encaminham o caso a eles. Eles os chamam de homens e irmãos, como Pedro os chamou ( Atos 2:29Atos 2:29).): é um estilo de amizade e amor, em vez de um título de honra: "Vocês são homens, olhem para nós com humanidade, irmãos, olhem para nós com amor fraterno". Nota: Os ministros são médicos espirituais com os quais devem ser aconselhados por aqueles cujas consciências estão feridas e é bom que as pessoas sejam livres e estejam familiarizadas com aqueles ministros, como homens e seus irmãos, que lidam com suas almas e com as suas próprias.

 

(2.) Qual é o endereço: O que devemos fazer? [1] Eles falam como homens em uma posição que não soube o que fazer em uma surpresa perfeita: " Aquele Jesus quem nós crucificamos Senhor e Cristo?Então, o que será de nós que o crucificamos? Todos nós estamos desfeitos! "Note, nenhum modo de ser feliz, mas vendo a nós mesmos miseráveis. Quando nos encontramos em perigo de sermos perdidos para sempre, há esperança de sermos feitos para sempre, e não até então. [2.] Eles falam como homens em um ponto, que foram resolvidos a fazer qualquer coisa para a qual eles deveriam ser direcionados imediatamente, não para tomar tempo para considerar, nem para adiar o julgamento de suas convicções para uma estação mais conveniente, mas desejo agora ser contado. o que eles devem fazer para escapar da miséria a que estavam sujeitos.Note, Aqueles que estão convencidos do pecado saberão alegremente o caminho da paz e do perdão, Atos 9: 6,16: 30 .Atos 9: 6 , 16 :

 

  1. Pedro e os outros apóstolos os orientam em resumo sobre o que devem fazer e o que, ao fazê-lo, podem esperar, Atos 2: 38,39 . Os pecadores convencidos devem ser encorajados e aquilo que é quebrado deve ser ligado ( Ezequiel 34:16 ), eles devem ser informados de que, embora o seu caso seja triste, não é desesperador, há esperança para eles.Atos 2:38 , 39 Ezequiel 34:16

 

  1. Ele mostra-lhes o caminho que devem seguir. (1.) Arrependa-se esta é uma prancha após o naufrágio. "Deixe que a sensação dessa culpa horrível que você trouxe sobre si mesmo ao colocar Cristo à morte, o desperte para uma reflexão penitente sobre todos os seus outros pecados (como a demanda de uma grande dívida traz à luz todas as dívidas de um pobre falido) e amargo remorso e pesar por eles "Este foi o mesmo dever que João Batista e Cristo haviam pregado, e agora que o Espírito é derramado, ele ainda insistia em:" Arrependa-se, arrependa-se, mude sua mente, mude seu caminho, admita um reflexão tardia." (2.) Ser batizado cada um de vocês em nome de Jesus Cristo isto é, "acredite firmemente na doutrina de Cristo, e submeta-se à sua graça e governo e faça uma profissão solene e abençoada disso, e assuma o compromisso de cumpri-la, submetendo-se à ordenança do batismo seja proselitizado com Cristo e sua religião sagrada e renuncie à sua infidelidade ". Eles devem ser batizados em nome de Jesus Cristo. Eles creram no Pai e no Espírito Santo falando pelos profetas, mas eles também devem crer no nome de Jesus, que ele é o Cristo, o Messias prometido aos pais. "Tome Jesus por seu rei, e pelo batismo jure fidelidade a ele, tome-o por seu profeta, e ouça-o levá-lo para seu sacerdote, para fazer expiação por você", o que parece peculiarmente intencionado aqui, pois eles devem ser batizados em seu nome.para a remissão de pecados sobre a contagem da sua justiça. (3) Isso é pressionado em cada pessoa em particular: cada um de vocês. "Mesmo aqueles de vocês que foram os maiores pecadores, se eles se arrependem e crêem, são bem-vindos para serem batizados e aqueles que pensam ter sido os maiores santos ainda precisam se arrepender, crer e ser batizados. Existe graça suficiente em Cristo para cada um de vós, se vocês forem tantos, e graça adequada ao caso de cada um: Israel da antiguidade foi batizado em Moisés no acampamento, todo o corpo dos israelitas juntos, quando passaram pela nuvem e o mar ( 1 Coríntios 10: 1,2 ), pois o pacto de peculiaridade era nacional, mas agora1 Coríntios 10: 1 , 2 Colossenses 1:28cada um de vocês distintamente deve ser batizado em nome do Senhor Jesus, e transacionar por si mesmo neste grande caso. "Veja Colossenses 1:28 .

 

  1. Ele lhes dá encorajamento para fazer este curso: - (1.) "Será pela remissão dos pecados. Arrependa-se de seus pecados, e não será sua ruína batizada na fé de Cristo, e na verdade você será justificado, o qual você nunca poderia ser pela lei de Moisés. Aponte-se a isto, e dependa de Cristo para isto, e isto você terá. Como o cálice na ceia do Senhor é o Novo Testamento no sangue de Cristo para a remissão dos pecados, assim o batismo está em nome de Cristo para a remissão dos pecados. Seja lavado e você será lavado ". (2) "Você receberá o dom do Espírito Santoassim como nós, é para uma bênção geral: alguns de vocês receberão esses dons externos, e cada um de vocês, se forem sinceros em sua fé e arrependimento, receberão suas graças e conforto internos, serão selados com o presente. Espírito Santo da promessa. "Note, Todos que recebem a remissão de pecados recebem o dom do Espírito Santo. Todos os que são justificados são santificados. (3)." Seus filhos ainda terão, como eles tiveram, interesse no pacto, e um título para o selo externo dele. Aproximar-se de Cristo para receber os inestimáveis ​​benefícios da promessa da remissão de pecados e do dom do Espírito Santo é para você e para seus filhos " , Atos 2:39 Atos 2:39 . Foi muito expresso (Isaías 44: 3 Isaías 44: 3 ): Eu derramarei o meu Espírito sobre a tua semente. E ( Isaías 59:21 ), o meu Espírito e a minha palavra não se desviarão da tua semente e da semente da tua semente. Quando Deus tomou Abraão em aliança, ele disse: Eu serei um Deus para ti e para a tua descendência ( Gênesis 17: 7).Isaías 59:21 Gênesis 17: 7 Gálatas 3:14 Romanos 9: 4e, consequentemente, todo israelita teve seu filho circuncidado aos oito dias de idade. Agora é apropriado para um israelita, quando ele é batizado entrar em uma nova dispensação desta aliança, perguntar: "O que deve ser feito com meus filhos? Eles devem ser jogados fora ou levados comigo?" "Tomado" (diz Pedro) "por todos os meios para a promessa, essa grande promessa de Deus ser para você um Deus, é tanto para você quanto para seus filhos agora como sempre foi." (4) "Embora a promessa ainda seja estendida aos seus filhos como tem sido, ainda assim ela não está, como tem sido, confinada a você e a eles, mas o benefício dela é projetado para todos os que estão longe ". pode adicionar, e seus filhos, para a bênção de Abraão vem sobre os gentios, Gálatas 3:14 . A promessa pertenceu há muito tempo aos israelitas ( Romanos 9: 4 ), mas agora ela é enviada para aqueles que estão longe, as nações mais remotas dos gentios, e cada um deles também, todos os que estão longe. Para este general, a seguinte limitação deve se referir, como muitos deles, a muitas pessoas particulares em cada nação, como o Senhor nosso Deus chamará efetivamente na comunhão de Jesus Cristo. Note, Deus pode fazer seu chamado para alcançar aqueles que estão tão distantes, e ninguém vem senão aqueles a quem ele chama.

 

III Essas instruções são seguidas com uma cautela necessária ( Atos 2:40 Atos 2:40 ): Com muitas outras palavras, com o mesmo significado, ele testificou as verdades do evangelho e exortou aos deveres do evangelho, agora que a palavra começou a funcionar, ele a seguiu? em um pouco ( Atos 2: 38,39 ), e aquilo que, alguém poderia pensar, incluía tudo, e ainda assim ele tinha mais a dizer. Quando ouvimos as palavras que fizeram as nossas almas boas, não podemos deixar de querer ouvir mais, ouvir muitas outras palavras. Entre outras coisas, ele disse (e deve parecer inculcado), salve-se desta geração desagradável. Seja você livreAtos 2:38 , 39 1 Tessalonicenses 2:15 Salmo 119: 115deles. Os judeus incrédulos eram uma geração desfavorável, perversos e obstinados que andavam contrários a Deus e aos homens ( 1 Tessalonicenses 2:15 ), apegados ao pecado e marcados para a ruína. Agora, quanto a eles: 1. "Faça diligência para salvar-se de sua ruína, para que você não esteja envolvido nisso e possa escapar de todas essas coisas " (como os cristãos fizeram): " Arrependam-se e sejam batizados e então não seja participante da destruição com aqueles com quem você foi participante do pecado ". Não recolha minha alma com pecadores. 2. "Para que não continue com eles no seu pecado, não persista com eles na infidelidade. Salve-se, isto é, separe-se, distinga-se, destegeração desfavorável. Não seja rebelde como esta casa rebelde não participe com eles em seus pecados, que você não compartilhe com eles em suas pragas. "Nota, Para separar-nos de pessoas más é a única maneira de salvar-nos deles embora nós nos expomos à sua raiva e inimizade, nós realmente nos salvamos deles, pois se considerarmos aonde eles estão se apressando, veremos que é melhor ter o trabalho de nadar contra a corrente deles do que o perigo de serem arrastados pelo rio. os pecados, e se entregam a Jesus Cristo, devem evidenciar sua sinceridade quebrando toda a sociedade íntima com pessoas más.fastem-se de vós, praticantes do mal, é a linguagem de alguém que determina manteros mandamentos do seu Deus, Salmos 119: 115 . Devemos nos livrar deles, o que denota evitá-los com temor e temor sagrado, pois nos salvamos de um inimigo que busca nos destruir, ou de uma casa infectada pela peste.

 

  1. Aqui está o feliz sucesso e a questão disso, Atos 2:41 Atos 2:41 . O Espírito operou com a palavra e fez maravilhas com ela. Estas mesmas pessoas que tiveram muitas delas testemunhas oculares da morte de Cristo, e os prodígios que a assistiram, e não foram trabalhadas por eles, foram ainda trabalhadas pela pregação da palavra, pois é isto que é o poder de Deus para a salvação. 1. Eles receberam a palavra e , em seguida, apenas a palavra nos faz o bem, quando nós recebê-lo, abraçá-lo e compra-lo bem-vindo. Eles admitiram a condenação e aceitaram as ofertas. 2. Eles de bom grado receberam. Herodes ouviu a palavra alegremente, mas estes receberam alegrementeGênesis 14:21 Gênesis 46:27Não só estavam contentes por terem recebido, mas contentes de que, pela graça de Deus, pudessem recebê-la, embora fosse uma palavra modesta para eles, e os expusessem à inimizade de seus compatriotas. 3. Eles foram batizados crendo com o coração, confessaram-se com a boca e se alistaram entre os discípulos de Cristo por esse ritual sagrado e cerimônia que ele instituiu. E embora Peter havia dito: "Ser batizado em nome do Senhor Jesus " (porque a doutrina de Cristo era a verdade presente), ainda temos razão para pensar que, batizando-os, foi utilizada toda a forma Cristo prescrito, em o nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.Note que aqueles que recebem a aliança cristã devem receber o batismo cristão. 4. Por meio disto, foram adicionados aos discípulos o número de cerca de três mil almas no mesmo dia. Todos aqueles que haviam recebido o Espírito Santo tinham suas línguas para pregar, e suas mãos para batizar por isso era hora de estarem ocupados, quando tal colheita seria coletada. A conversão destes três mil com estas palavras. foi um trabalho maior do que a alimentação de quatro ou cinco mil com alguns pães. Agora Israel começou a se multiplicar após a morte de nosso José. Dizem que são três mil almas (palavra que geralmente é usada para pessoas quando mulheres e crianças são incluídas com homens, como Gênesis 14:21 , margem, Dá-me as almas Gênesis 46:27 , setenta almas ), que insinua que aqueles que foram batizados aqui não eram tantos homens, mas tantos chefes de família como, com seus filhos e servos batizados, poderiam formar três mil almas . Estes foram adicionados a eles. Note que aqueles que estão unidos a Cristo são adicionados aos discípulos de Cristo e se unem a eles. Quando tomamos Deus por nosso Deus, devemos levar seu povo para ser nosso povo.

 

Versos 42-47

A comunhão dos discípulos.

42 E continuaram perseverantes na doutrina dos apóstolos e na comunhão, no partir do pão e nas orações. 43E veio temor sobre toda alma; e muitas maravilhas e sinais foram feitos pelos apóstolos. 44 E todos os que criam estavam unidos e tinham todas as coisas em comum. 45 E venderam as suas posses e bens e repartiram-nos a todos os homens, como todo homem necessitava. 46 E eles, continuando diariamente com um acordo no templo, e partindo o pão de casa em casa, comeram a sua carne com alegria e singeleza de coração, 47 Louvando a Deus, e tendo graça com todo o povo. E o Senhor acrescentou à igreja todos os dias o que deveria ser salvo.

 

Muitas vezes falamos da igreja primitiva, e apelamos a ela, e para a história dela, nesses versículos, temos a história da igreja verdadeiramente primitiva, dos primeiros dias dela, seu estado de infância de fato, mas, assim, o estado de sua maior inocência.

 

  1. Eles mantiveram-se perto de santas ordenanças, e abundaram em todos os exemplos de piedade e devoção, pois o cristianismo, admitido no poder disto, disporá a alma à comunhão com Deus em todas as maneiras em que ele nos designou para encontrá-lo e prometeu nos encontrar.

 

  1. Eles foram diligentes e constantes na sua participação na pregação da palavra. Eles continuaram na doutrina dos apóstolos, e nunca deserdaram, nem abandonaram, ou, como pode ser lido, eles continuaram constantes ao ensino ou instrução dos apóstolos pelo batismo , foram discipulados para serem ensinados e estavam dispostos a ser ensinados. Note que aqueles que entregaram seus nomes a Cristo devem conscientizar-se de ouvir sua palavra, por isso damos honra a ele e nos construímos em nossa santíssima fé.

 

  1. Eles mantiveram a comunhão dos santos. Eles continuaram em comunhão ( Atos 2:42 Atos 2:42 ) e continuaram diariamente com um acordo no templo, Atos 2:46 . Eles não apenas tinham um afeto mútuo, mas uma grande quantidade de conversas mútuas entre eles estavam muito juntos. Quando eles se retiraram da geração desfavorável , eles não se converteram em eremitas, mas eram muito íntimos um com o outro, e levaram todas as ocasiões para se encontrarem onde quer que você visse um discípulo, você veria mais, como pássaros de uma pena.Atos 2:46 1 João 1: 3 Veja como esses cristãos se amam. Eles se preocupavam um com o outro, simpatizavam uns com os outros e abraçavam sinceramente os interesses uns dos outros. Eles tinham comunhão uns com os outros no culto religioso. Eles se encontraram no templo: houve o ponto de encontro para comunhão com Deus é a melhor comunhão que podemos ter uns com os outros, 1Jo 1: 3 . Observe, (1) Eles estavam diariamente no templo, não apenas nos dias dos sábados e festas solenes, mas em outros dias, todos os dias. Adorar a Deus é ser o nosso trabalho diário e, onde há oportunidade, quanto mais se faz publicamente, melhor. Deus ama os portões de Sião, e nós também devemos. (2) Eles estavam com um acordonão apenas discórdia nem discórdia, mas também grande amor santo entre eles e eles se uniram em seus serviços públicos. Embora tenham se encontrado com os judeus nas cortes do templo, os cristãos continuaram unidos e foram unânimes em suas devoções separadas.

 

  1. Eles freqüentemente se juntaram na ordenança da ceia do Senhor. Eles continuaram no partir do pão, celebrando aquele memorial da morte de seu Mestre, como aqueles que não se envergonhavam de possuir sua relação e sua dependência de Cristo e ele crucificado. Eles não podiam esquecer a morte de Cristo, mas eles mantiveram este memorial, e tornaram sua prática constante, porque era uma instituição de Cristo, a ser transmitida para as idades sucessivas da igreja. Eles quebraram o pão de casa em casa kat oikon - casa por casaeles não achavam adequado para celebrar a eucaristia no templo, pois isso era peculiar aos institutos cristãos e, portanto, administravam essa ordenança em casas particulares, escolhendo as casas dos cristãos convertidos que fossem convenientes, às quais os vizinhos recorriam e iam de uma para outra dessas pequenas sinagogas ou capelas domésticas, casas que tinham igrejas nelas, e ali celebravam a eucaristia com aqueles que habitualmente se encontravam ali para adorar a Deus.

 

  1. Eles continuaram em orações. Depois que o Espírito foi derramado, bem como antes, enquanto eles estavam esperando por ele, eles continuaram em oração, pois a oração nunca será superada até que seja tragada em louvor eterno. A quebra do pão vem entre o trabalho e a oração, pois se refere a ambos e é uma ajuda para ambos. A ceia do Senhor é um sermão para os olhos e uma confirmação da palavra de Deus para nós e é um encorajamento para as nossas orações, e uma expressão solene da ascensão de nossas almas a Deus.

 

  1. Eles abundaram em ação de graças estavam continuamente louvando a Deus, Atos 2:47Atos 2:47 . Isso deve ter uma parte em cada oração, e não ser encurralado em um canto. Aqueles que receberam o dom do Espírito Santo estarão muito em louvor.

 

  1. Eles estavam amando um ao outro, e muito gentil sua caridade era tão eminente quanto sua piedade, e a união deles em santas ordenanças unia seus corações uns aos outros, e muito os favorecia um ao outro.

 

  1. Eles tinham reuniões frequentes para conversas cristãs ( Atos 2:44Atos 2:44 ): Todos que acreditavam não estavam juntos em todos os milhares (isso era impraticável), mas, como explica o Dr. Lightfoot, eles se mantiveram juntos em várias empresas ou congregações. de acordo com suas línguas, nações ou outras associações, os trouxeram e os mantiveram juntos. E assim juntando-se, porque estava separado daqueles que não acreditavam, e porque estava na mesma profissão e prática dos deveres da religião, dizem que eles estão juntos, epi a auto . Eles se associaram, e assim ambos expressaram e aumentaram seu amor mútuo.

 

  1. Eles tinham todas as coisas comuns, talvez eles tivessem tabelas comuns (como os espartanos de antigamente), por familiaridade, temperança e liberdade de conversação que comiam juntos, para que aqueles que tinham muito pudessem ter menos, e assim serem mantidos fora das tentações de abundância e aqueles que tinham pouco podem ter mais, e assim ser mantidos fora das tentações de carência e pobreza. Ou, Havia uma preocupação um pelo outro, e tal prontidão para ajudar um ao outro como havia ocasião, que poderia ser dito, Eles tinham todas as coisas comuns, de acordo com a lei da amizade que não se queria o que o outro tinha para ele pode tê-lo para pedir.

 

  1. Eles eram muito alegres e muito generosos no uso do que tinham. Além da religião que estava em suas festas sagradas ( partindo o pão de casa em casa ), grande parte dela aparecia em suas refeições comuns e comiam sua carne com alegria e singeleza de coração. Eles trouxeram os confortos da mesa de Deus junto com eles para os seus, o que teve dois bons efeitos sobre eles: (1.) Tornou-os muito agradáveis, e expandiu seus corações com santa alegria eles comeram seu pão com alegria, e bebeu seu vinho com um coração alegre, como sabendo que Deus agora aceitou suas obras. Ninguém tem tal motivo para ser alegre como os bons cristãos têm, é uma pena, mas eles devem sempre ter corações para ser assim. (2) Tornou-os muito liberais para seus irmãos pobres e ampliou seus corações na caridade. Eles comeram sua carne com singeleza de coração, em apheloteti kardias - com liberalidade de coração para alguns: eles não comiam seus pedaços apenas, mas ofereciam aos pobres boas-vindas à sua mesa, não de má vontade, mas com toda a liberdade calorosa que se possa imaginar. Note, torna-se Cristãos de coração aberto e mão aberta, e em toda boa obra para semear abundantemente, como aqueles em quem Deus semeou abundantemente, e que esperam colher isso.

 

  1. Eles levantaram um fundo para caridade ( Atos 2:45 Atos 2:45 ): Eles venderam suas posses e bens alguns venderam suas terras e casas, outros seus estoques e os móveis de suas casas, e dividiram o dinheiro para seus irmãos, como todo homem tinha precisar. Isso era para destruir, não propriedade (como diz o Sr. Baxter), mas egoísmo. Aqui, provavelmente, eles tinham um olho para a ordem que Cristo deu ao homem rico, como um teste de sua sinceridade, venda o que tu tens e dê aos pobres.Atos 5: 4 Êxodo 36: 5 , 6 2 Coríntios 8: 3Não que isso fosse para um exemplo ser uma regra obrigatória constante, como se todos os cristãos em todos os lugares e idades fossem obrigados a vender suas propriedades e doar o dinheiro em caridade. Para as epístolas de São Paulo, depois disso, muitas vezes falam da distinção entre ricos e pobres, e Cristo disse que os pobres sempre têm conosco e terão, e os ricos devem estar sempre fazendo o bem com as rendas, questões, e lucros, de suas propriedades, que eles se incapacitam de fazer, se os vendem, e dão tudo de uma vez. Mas aqui o caso foi extraordinário (1.) Eles não estavam obrigados a um mandamento divino para fazer isso, como aparece pelo que Pedro disse a Ananias ( Atos 5: 4 ): Não foi por tua própria vontade?Mas foi um exemplo muito louvável de sua elevação acima do mundo, seu desprezo, sua garantia de outro mundo, seu amor a seus irmãos, sua compaixão para com os pobres, e seu grande zelo pelo encorajamento do cristianismo, e a amamentação. disso em sua infância. Os apóstolos deixaram tudo para seguir a Cristo, e deviam dar-se totalmente à palavra e oração, e algo deve ser feito para sua manutenção, de modo que essa liberalidade extraordinária fosse como a de Israel no deserto para a construção do tabernáculo, que precisava para ser contido, Êxodo 36: 5,6 . Nossa regra é dar de acordo como Deus nos abençoou ainda, em um caso tão extraordinário como este, aqueles que devem ser louvados, que doem além de seu poder, 2 Coríntios 8: 3. . (2) Eles eram judeus que faziam isso, e aqueles que acreditavam em Cristo deviam acreditar que a nação judaica seria em breve destruída, e um fim posto à posse de propriedades e bens nela, e, na crença disto, eles vendeu-os para o atual serviço de Cristo e sua igreja.

 

III Deus os possuiu, e deu-lhes sinais de sua presença com eles ( Atos 2:43Atos 2:43 ): Muitas maravilhas e sinais foram feitos pelos apóstolos de vários tipos, o que confirmou sua doutrina, e provou incontestavelmente que era de Deus. Aqueles que poderiam fazer milagres poderiam ter se mantido e os pobres que estavam entre eles milagrosamente, como Cristo alimentou milhares com um pouco de comida, mas foi tanto para a glória de Deus que deveria ser feito por um milagre da graça (inclinando as pessoas a vender suas propriedades, para fazê-lo) como se tivesse sido feito por um milagre na natureza.

 

Mas o Senhor está dando-lhes poder para fazer milagres, não foi tudo o que ele fez por eles, ele adicionou à igreja diariamente. A palavra em suas bocas fez maravilhas, e Deus abençoou seus esforços pelo aumento do número de crentes. Note que é um trabalho de Deus adicionar almas à igreja e é um grande conforto para os ministros e cristãos verem isso.

 

  1. As pessoas foram influenciadas por aqueles que estavam sem, os espectadores, que eram espectadores. 1. Eles os temeram, e tiveram uma veneração por eles ( Atos 2:43Atos 2:43 ): O medo veio sobre cada alma, isto é, sobre muitos que viram as maravilhas e sinais feitos pelos apóstolos, e estavam com medo de que não fossem respeitados. como deveriam, traria desolação sobre sua nação. As pessoas comuns ficaram admiradas com eles, pois Herodes temia João. Embora eles não tivessem nada de pompa externa para comandar o respeito externo, como os longos mantos dos escribas lhes rendiam as saudações nos mercados,no entanto, eles tinham abundância de dons espirituais que eram verdadeiramente honrados, os quais possuíam homens com uma reverência interior por eles. O medo veio sobre cada alma, as almas das pessoas foram estranhamente influenciadas por sua terrível pregação e viver. 2. Eles favoreceram eles. Embora tenhamos razão para pensar que havia aqueles que os desprezavam e os odiavam (temos a certeza que os fariseus e os principais dos sacerdotes faziam), ainda que a maior parte das pessoas comuns tivesse uma bondade para eles - eles tinham favor de todo o povo. . Cristo foi tão violentamente atropelado e atropelado por uma turba empacotada, que chorou, Crucifica-o, crucifica-o,aquele pensaria que sua doutrina e seguidores nunca mais teriam interesse nas pessoas comuns. E, no entanto, aqui os encontramos a favor deles com todos eles, pelo que parece que o julgamento de Cristo foi uma espécie de força que os artífices dos sacerdotes lhes impunham, agora que voltaram ao seu juízo, no seu perfeito juízo. Note que a piedade e a caridade imutáveis ​​irão comandar o respeito e a alegria em servir a Deus, recomendando a religião para aqueles que estão fora. Alguns leram, Eles tiveram caridade para todas as pessoas - charin echontes pros holon ton laon eles não confinaram sua caridade àqueles de sua própria comunidade, mas foi católica e extensae isso os recomendou muito. 3. Eles caíram para eles. Alguns ou outros estavam entrando diariamente, embora não tantos como o primeiro dia e eles eram como deveriam ser salvos. Note, Aqueles que Deus designou para a salvação eterna, uma vez ou outra serão eficazmente trazidos a Cristo: e aqueles que são trazidos a Cristo são adicionados à igreja em uma santa aliança pelo batismo, e em santa comunhão por outras ordenanças.
  2. WWW.MAURICIOBERWALD.COMUNIDADES.NET